Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas asiáticas ficam sem direção

Data de criação:

access_time 23/07/2020 - 09:56

Data de atualização:

access_time 23/07/2020 - 09:56
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os mercados asiáticos ficaram sem direção nesta quinta-feira, com os investidores analisando ainda a decisão dos Estados Unidos de fechar o Consulado da China em Houston, Texas, na noite de terça-feira (21). A temporada de balanços também ficou entre os destaques.

Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,82% aos 25.263. O índice Xangai, China, ficou em queda de 0,24% aos 3.325. O índice Shenzhen Composite ficou estável a 2.250. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 1,33% aos 2.594. O índice Kospi, Seul, ficou em queda de 0,56% a 2.216. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,71% os 37.140. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,48% aos 12.413. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,32% aos 6.094.

O mais recente surto de tensão entre Washington e Pequim influenciou os investidores na Ásia. Além disso, o Japão não operou por conta do feriado de quatro dias.

O índice Kospi, bolsa de Seul, caiu depois que a Coreia do Sul informou que sua economia contraiu 3,3% entre abril-junho, depois de recuar 1,3% no primeiro trimestre. Em termos anuais, a economia contraiu a um ritmo de 2,9%. As exportações caíram 16,6%, informou o Banco Central.

Hoje, a bolsa de valores de Xangai adicionou empresas de seu novo Conselho de Tecnologia ao Shanghai Composite Index. Essa foi a primeira grande mudança do índice em três décadas. Isso significa que as empresas que receberem avisos financeiros serão removidas do índice. O período de espera para adicionar ações será estendido para até um ano.

Já sobre a decisão dos Estados Unidos em fechar o Consulado chinês em Houston, Texas, anunciado na noite de terça-feira, mexeu com o humor dos investidores globais. A decisão seria para proteger a propriedade intelectual americana. A China disse que retaliaria.

Na Austrália, as condições comerciais caíram 23 pontos para menos 26 pontos no índice. Os setores de serviços – incluindo finanças, negócios e propriedades e serviços pessoais e de lazer – lideraram o declínio nas condições de negócios e foram os mais fracos em todos os setores. Transporte e serviços públicos, mineração e construção também tiveram grandes reduções. O declínio nas condições foi amplo em todo o continente, enquanto a Tasmânia viu uma melhora no trimestre. A confiança nos negócios subiu 3 pontos, depois da queda de 15 pontos do índice. Os dados foram apresentados pelo Banco Central Australiano.

*Por Ivonéte Dainese com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?