Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Ásia despencam com preços do petróleo e coronavírus no destaque

Data de criação:

access_time 09/03/2020 - 09:16

Data de atualização:

access_time 09/03/2020 - 09:16
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As quedas expressivas nos mercados acionários asiáticos marcaram o fechamento dos negócios nesta segunda-feira. No radar ficou o preço global do petróleo, que despenca ante as preocupações de que a economia global já está enfraquecendo pelo surto do cornavírus. A falta de acordo entre da Organização dos Países Exportados de Petróleo – Opep e aliados, como a Rússia, pressionou para baixo o preço da commoditie.

Ao final, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou em queda de 4,23% a 25.040 e o índice Shenzhen Composite ficou em queda de 3,79% a 1.842. O índice Xangai ficou em queda de 3,01% a 2.943. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 6,03% a 2.782. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 5,07% aos 19.698. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em queda de 7,33% a 5.760. O índice Kospi, Seul, ficou em queda de 4,19% a 1.954. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 5,17% aos 35.634. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 3,04% aos 10.977.

O índice de referência de Tóquio, Sydney, Seul e Hong Kong também registraram fortes perdas. As ações também afundaram no comércio do Oriente Médio neste domingo.

Os mercados já estavam preocupados com o potencial impacto do surto de vírus, que começou na China e interrompeu as viagens e o comércio. Além disso, neste fim de semana, a Arábia Saudita, Rússia e outros produtores de petróleo discutiram o quanto reduziriam a produção para sustentar os preços. A decisão veio depois da Opep e produtores independentes não chegarem a um acordo para corte adicional na produção como parte da estratégia para amenizar o impacto econômico do coronavírus.

Nesta manhã, o preço do petróleo Brent, que é referência global, estava em queda de 22,09% na bolsa Mercantil de Londres, aos US$35,27 o barril. Em Nova York, o preço do WTI estava em queda de 22,77% a US$31,88 o barril. Com isso, as ações das petroleiras despencaram nos mercados asiáticos.

Em Tóquio, entre as ações com ganhos ficaram em Nichirei Corp, alta de 2,46%, as da Eisai Co., alta de 2,35%, as KDDI Corp, alta de 0,78%. Na contramão ficaram as ações da Mizuho Financial Group, queda de 13,14%, as da Inpex Corp, queda de 12,95%, as Pacific Metals Co, queda de 12,62%, JGC Holdings, queda de 12,20%.

Em Hong Kong, entre as ações com perdas ficaram as da CNOOC, queda de 17,23%, as da PetroChina Co, queda de 9,63%, as da Sino Biopharmaceutircal, queda de 6,33%, e as da AIA Group, queda de 6,11%.

De outro lado, os números da economia do Japão, que foram divulgados hoje, também despertaram ainda mais a cautela.

A economia do Japão contraiu a uma taxa anual de 7,1% durante o período de outubro a dezembro, pior do que a estimativa inicial, aumentando o medo de que a terceira maior economia do mundo possa estar em recessão.

A contração foi a primeira para o Japão em mais de um ano e seguiu um aumento de 1 de outubro no imposto sobre vendas, que atingiu os gastos do varejo. Os dados do Gabinete, divulgados segunda-feira, foram uma revisão da estimativa do mês passado de um declínio de 6,3%.

Os dados não refletem a forte desaceleração do turismo e outras atividades comerciais relacionadas ao surto de vírus que se espalhou da China para grande parte do mundo.

No trimestre, a queda da economia foi de 1,8% em outubro-dezembro em relação ao trimestre anterior. A estimativa anterior foi de uma contração de 1,6%. A demanda doméstica, incluindo investimentos e consumo, caiu 2,4%. Os gastos do governo eram baixos.

Tradução ID de agências internacionais e relatórios oficiais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?