Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Ásia fecham a semana com ganhos

Data de criação:

access_time 26/03/2021 - 10:32

Data de atualização:

access_time 26/03/2021 - 10:32
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Na Ásia, os principais índices acionários fecharam em campo positivo nesta sexta-feira (26/03), com investidores otimistas com a recuperação da economia global pelo processo rápido de vacinação contra Covid-19 nos Estados Unidos. Além disso, as ações de tecnologia impulsionaram os índices da China e do Japão.

Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em alta de 1,57% aos 28.336 pontos. O índice Xangai, China, ficou em alta de 1,63% aos 3.418 pontos. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 2,23% aos 2.214 pontos e o ChiNext (ETF) ficou em alta de 3,38%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,56% aos 29.176 pontos. O índice Topix subiu 1,46% aos 1.984 pontos. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,52% aos 3.418 pontos. O índice Sensex, bolsa de Mombai, ficou em alta de 1,51% aos 48.440 pontos. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,49% aos 6.824. O índice Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 1,09% aos 3.041. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 1,53% aos 16.305 pontos. O índice regional de ações, MSCI Asia Pacific subiu 1,30%

Na China, as bolsas subiram, com as empresas de consumo voltando para o apetite dos investidores estrangeiros. O subíndice financeiro somou 0,68%, o índice imobiliário subiu 0,51% e o da saúde subiu 3,51%.

Os investidores também deram preferência para as ações de empresas esportivas locais, com a ANTA Sports Products Ltd subindo 4,29% e Li Ning Co Ltd subindo 6,3%. O revide, segundo a Reuters, se deu com os usuários de internet afirmando que a Nike e a Adidas foram atacadas nas redes sociais chinesas devido a comentários sobre as condições de trabalho em Xinjiang.

Na bolsa de Hong Kong, o índice subiu com as ações de tecnologia. Na mesma linha ficou o índice Nikkei subiu com as ações do SoftBank.

A agenda da região estava vazia.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios oficiais e Reuters

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?