Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Europa alimentam os ganhos

Data de criação:

access_time 29/03/2021 - 14:21

Data de atualização:

access_time 29/03/2021 - 14:21
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices acionários da Europa fecharam com ganhos nesta segunda-feira (29/03). Embora com alguns papéis caindo com a Archegos Capital Management no foco global.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 fechou em alta de 0,16% aos 427.61 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,07% aos 6.736 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,47% aos 14.817 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,45% aos 6.015 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou e ata de 0,12% aos 24.421 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou estável aos 8.492 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 0,57% a 4.864 pontos.

De acordo com a Bloomberg News, as empresas de Bill Hwang, a Archegos Capital Management, fundo de hedge norte-americano, foi forçada por seus bancos a vender mais de US$ 20 bilhões em ações, isso depois do default das chamadas de margens e colocando os investidores em alerta.

Entre as ações desvalorizadas nas bolsas europeias estavam as do Credit Suisse, com as projeções de perdas no primeiro trimestre sob o impacto da Archegos.

Sobre a pandemia, a chanceler Angela Merkel pressionou os governadores para intensificar os esforços em conter o rápido aumento das infecções por coronavírus. Merkel voltou a citar a possibilidade de introduzir toques de recolher.

Ainda na Europa, o programa de vacinação está mais lento do que o esperado, com os analistas apontando para perspectivas econômicas negativas nos próximos meses. Na França, por exemplo, os médicos disseram que o setor de saúde está em colapso pelos novos casos de coronavírus.

Entre as ações com ganhos na bolsa de Frankfurt ficaram as da E.ON, alta de 2,40%, as da SAP, alta de 1,38%, as da Henkel, alta de 1,23%, e as da Continental, alta de 1,04%. Na contramão ficaram as do Deutsche Bank, queda de 3,32%, as da Siemens, queda de 0,37%, e as da Vonovia, queda de 0,36%.

A agenda da região estava vazia.

*Por Ivonéte Dainese com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?