Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Europa mantiveram aversão ao risco

Data de criação:

access_time 19/05/2021 - 14:06

Data de atualização:

access_time 19/05/2021 - 14:06
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações da Europa escorregaram nesta quarta-feira (19/05), com os investidores acompanhando os demais mercados globais. A forte aversão ao risco se deu com a cautela de Wall Street antes da ata do Federal Reserve.

Índices: o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 1,51% aos 436.34 em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 1,19% aos 6.950; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 1,77% aos 15.113; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 1,43% aos 6.262; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 1,58% aos 24.486; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 1,23% aos 9.070; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 1,11% a 5.220.

O índice pan-europeu despencou quase 2% nesta sessão, com as ações das empresas ligadas a viagens e turismo. A pandemia de coronavírus segue avançando em vários países, com a Índia no epicentro pela nova cepa.

Na Europa, como em diversas partes do mundo, o índice de inflação permanece elevado. Com isso, os temores de aperto monetário pelos bancos centrais estão pesando nos desempenhos dos mercados. Hoje, por exemplo, os investidores estavam cautelosos em arriscar com o Federal Reserve apresentado a ata da última reunião.

O Relatório de Estabilidade Financeira, que foi divulgado hoje pelo Banco Central Europeu, mostrou que os riscos de estabilidade financeira estão aumentando na Europa e o impacto desigual da pandemia COVID-19 significa que se concentraram em setores e países específicos.

O BCE também alertou sobre “a potencial correção abrupta de preços de ativos” depois da recuperação dos mercados financeiros nos últimos seis meses.

Já a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, considerou essencial o apoio monetário e fiscal e que não deverá ser retirado tão cedo.

Por fim, os indicadores econômicos do Reino Unido, da Zona do Euro e da União Europeia estavam entre os destaques do dia.

Entre as ações com ganhos na bolsa de Frankfurt ficaram as da Merck, alta de 1,06%, e as da Adidas, alta de 0,26%. Na contramão ficaram as ações da Siemens, queda de 3,84%, as da Delivery Hero, queda de 3,54%, as da Daimler, queda de 3,12%, as da Continental, queda de 2,69%, e as da Basf, queda de 2,51%.

*Tradução ID com relatórios

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?