Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Europa mantiveram o azul com expectativa de vacina

Data de criação:

access_time 15/07/2020 - 16:45

Data de atualização:

access_time 15/07/2020 - 16:45
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas da Europa subiram nesta quarta-feira. Os investidores digeriram os dados econômicos e animados com a possibilidade de uma vacina eficaz no combate ao coronavírus.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 1,76% aos 373.87 pontos em Londres; o índice FTSE100, bolsa de Londres, ficou em alta de 1,83% aos 6.292 pontos; o índice DAX30, bolsa de Frankfurt, ficou em alta de 1,84% aos 12.930 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 2,03% aos 5.108 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 2,02% aos 20.281 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 1,84% a 7.487 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,68% a 4.419 pontos.

Depois do fechamento dos mercados nesta terça-feira (14), o grupo de biotecnologia Moderna disse que seu candidato a vacina contra o coronavírus produziu uma resposta do sistema imunológico “robusta” em um grupo maior de pessoas. O estudo passará para um ensaio clínico decisivo ainda este mês.

Separadamente, uma emissora de televisão do Reino Unido destacou notícias positivas sobre a vacina da Universidade de Oxford, apoiada pela AstraZeneca, que poderão ser divulgadas em breve. As ações da AstraZeneca subiram 5%.

As ações da ASML Holding subiram 2,8%, com a fabricante de equipamentos de microchip reportando ganho acentuado no lucro do segundo trimestre, impulsionado por maiores vendas, mas ainda aquém das expectativas dos analistas. A empresa disse que suas perspectivas de crescimento para 2020 permanecem inalteradas em relação ao início do ano, apesar da pandemia de coronavírus.

O Burberry Group PLC viu as ações caindo 5,61%, depois que a grife britânica registrou uma queda de 45% nas vendas do primeiro trimestre e no segundo da queda de 15% para 20%.

As ações de viagens decolaram na esperança de que uma vacina pudesse estar próxima. As ações da Carnival PLC subiram 15,69%, as da International Consolidated Airlines Group PLC mais 10% e as da Ryanair Holdings PLC mais 9%.

No Reino Unido, o Índice de Preços ao Consumidor, incluindo a taxa de inflação de 12 meses dos custos dos moradores (CPIH), foi de 0,8% em junho de 2020, ante 0,7% em maio de 2020. A maior contribuição para a taxa de inflação de 12 meses do CPIH em junho de 2020 veio do lazer e cultura (0,32 pontos percentuais). O aumento dos preços de jogos e roupas resultou nas maiores contribuições ascendentes para a variação da taxa de inflação nos últimos 12 meses do CPIH entre maio e junho de 2020. A queda dos preços dos alimentos resultou em uma contribuição descendente parcialmente compensadora para a mudança. Os dados são do Governo Britânico.

No Reino Unido, a taxa básica de inflação da produção para os produtos que saem do portão da fábrica foi negativa em 0,8% no ano até junho de 2020, acima dos 1,2% negativos em maio de 2020. O preço dos materiais e combustíveis utilizados no processo de fabricação apresentou um crescimento negativo de 6,4% no ano até junho de 2020, acima do crescimento negativo de 9,4% em maio de 2020. Os derivados de petróleo deram a maior contribuição positiva para a mudança na taxa anual de inflação do produto. Os dados são do Governo Britânico.

*Por Ivonéte Dainese de relatórios oficiais e com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?