Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Europa recuam com Covid-19 avançando

Data de criação:

access_time 19/03/2021 - 14:26

Data de atualização:

access_time 19/03/2021 - 14:26
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices principais das bolsas europeias devolveram os ganhos das sessões anteriores nesta sexta-feira (19/03). A cautela se deu com a França impondo novos bloqueios regionais para conter a disseminação do coronavírus. O país, bem como outros da União Europeia, também sofre com o processo de vacinação lento.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 fechou em queda de 0,76% aos 423.36 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,87% aos 6.720 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 1,05% aos 14.621 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 1,07% aos 5.997 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,66% aos 24.199 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 1,53% aos 8.493 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 1,23% a 4.848 pontos.

O índice pan-europeu caiu 0,4%, acompanhando os índices de Wall Street, depois que os rendimentos dos títulos do Tesouro voltaram a subir nas negociações de ontem e estavam estáveis nesta sexta-feira. Os títulos de cinco anos, que estão pulverizados entre os maiores bancos americanos, estavam valorizados por conta de um comunicado do Federal Reserve para o setor.

As preocupações com o ritmo da vacinação ganharam força, depois que a Grã-Bretanha disse que terá que desacelerar seu processo no final deste mês com os atrasos nas entregas pelas farmacêuticas.

As ações das montadoras, que subiram muito nos últimos dias, devolveram nesta sessão.

Na Alemanha, em fevereiro de 2021, o índice de preços ao produtor industrial subiu 1,9% em relação ao mês correspondente do ano anterior. Em janeiro de 2021, a taxa de variação anual global havia sido de + 0,9%, conforme relatado pelo Escritório Federal de Estatística. Em relação ao mês anterior, janeiro de 2021, o índice geral aumentou 0,7% em fevereiro de 2021 (+ 1,4% em janeiro de 2021).

*Por Ivonéte Dainese com agências internacionais e relatórios

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?