Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Europa recuam no fechamento da semana com coronavírus

Data de criação:

access_time 21/02/2020 - 16:43

Data de atualização:

access_time 21/02/2020 - 16:43
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações da Europa fecharam com ganhos nesta sexta-feira. O comportamento foi o mesmo registradas nas demais asiáticas, com o temor pelo avanço do COVID-19 também fora da China.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 0,49% aos 428.07 em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,44% aos 7.403; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,62% a 13.579; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 0,54% a 6.029; o FTSE-MIB (Milão) caiu 1,22% aos 24.773; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,45% a 9.886; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,45% a 5.387.

Na Coreia do Sul, o governo declarou uma emergência de saúde em sua quarta maior cidade quando 100 novos casos de vírus foram relatados, enquanto a China registrou outra queda em novos casos de vírus.

O Stoxx Europe 600 caiu, depois que as ações dos bancos e das produtoras de commodities também recuaram. Entre as financeiras com perdas ficaram as do UniCredit, queda de 3,89%, as da petroleira BP recuaram -2,71%. Hoje, o rendimento do pacote alemão de 10 anos caiu 1 ponto base, para -0,45%.

Sobre os indicadores da Europa, o índice IHS Markit de Gerentes de Compras de Manufatura na Zona do Euro subiu para 49,1 em 12 meses, em fevereiro, e o PMI de Serviços atingiu 52,8 em dois meses, ambos superando as previsões dos economistas. Qualquer leitura abaixo de 50 indica condições de piora.

Entre as ações com ganhos em Frankfurt ficaram as da Allianz, alta de 1,18%, as da E.ON, alta de 1,12%, as da RWE, alta de 1,15%. Na contramão ficaram as ações da Daimler, queda de 2,63%, as do Deutsche Bank, queda de 3,47%, e as da Volkswagen, queda de 2,02%.

Na Alemanha, a prévia do índice PMI de Saída Composto está em 51,1 em fevereiro, ante os 51,2 de janeiro, queda de dois meses. A prévia do índice de Atividades de Serviços está em 53,3 para fevereiro, ante os 54,2 de janeiro, queda de dois meses. A prévia do índice de Manufatura para fevereiro está em 47,8, ante os 45,3 de janeiro, com 13 meses de alta. O índice de Produção de Manufatura está em 47,0 em fevereiro, ante os 45,6 de janeiro, alta em nove meses.

Tradução ID de relatórios oficiais e de agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?