Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Europa recuperam as perdas com vacinas no destaque

Data de criação:

access_time 28/01/2021 - 16:44

Data de atualização:

access_time 28/01/2021 - 16:44
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices das principais bolsas da Europa fecharam com ganhos nesta quinta-feira (28). As atenções permaneceram no cenário externo, com os investidores de Wall Street voltando para as compras.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 fechou em alta de 0,10% aos 403.39 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,63% aos 6.526 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,33% aos 13.665 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,93% aos 5.510 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 1,17% aos 21.916 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 1,02% aos 7.932 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 1,47% a 4.855 pontos.

Depois de uma semana de muita instabilidade nos mercados de ações, os investidores estão tentando recuperar as perdas na reta final do mês. Ficaram entre os destaques, os resultados financeiros das grandes empresas e os indicadores dos Estados Unidos, como o PIB e os pedidos iniciais de auxílio-desemprego.

As disparadas nas valorizações das ações da GameStop, BlackBerry, entre outras, com os novos investidores usando as plataformas de negociação on-line Robinhood e Interactive Brokers, também ficaram mexeram com os negociadores europeus.

A investida foi de um grupo com mais 3 milhões de jovens sem nenhuma experiência nos negócios de ações e que deixaram em alerta os Estados Unidos, Europa e Ásia. Os preços dos papéis estavam super valorizados e já comprometendo os fundos de hedge.

Hoje, a Securities and Exchange Commission – SEC, Nova York, adotou medidas restritivas contra as plataformas, suspendeu as negociações e iniciou uma investigação.

Sobre as vacinas, a Comissão Europeia anunciou a criação de um mecanismo “de emergência” que permite controlar e bloquear as exportações de vacinas contra a Covid-19 produzidas no território da União Europeia para outros países.

O mecanismo não existiria “em um mundo ideal”, mas Bruxelas se viu “na obrigação” de se proteger depois do impasse com a farmacêutica anglo-sueca, AstraZeneca, que no primeiro trimestre do ano só entregará 25% das doses combinadas. De acordo com a agência Efe, as informações são de fontes do bloco.

Ainda sobre a pandemia, a Alemanha está preparando restrições de entrada para viajantes da Grã-Bretanha, Brasil e África do Sul. As autoridades de saúde do país estão prevendo que a escassez de vacinas contra o coronavírus poderá seguir até abril.

Entre as ações com ganhos no Stoxx Europe estavam as das companhias aéreas, como a Lufthansa, alta de 6,28%, as da TUI, alta de 7,23%. As ações dos bancos também avançaram, como as do Commerzbank, alta de 6,24%, e as do Bank of Ireland, alta de 6,02%.

Na Alemanha, a taxa de inflação, medida como a variação homóloga do índice de preços ao consumidor, deverá ser de + 1,0% em janeiro de 2021. Com base nos resultados disponíveis até agora, o Federal Statistical Office – Destatis também informa que espera-se que os preços ao consumidor aumentem 0,8% em comparação com dezembro de 2020.

Na Espanha, o nível de emprego aumentou em 167.400 pessoas no quarto trimestre em relação ao trimestre anterior (0,87%) e atingiu 19.344,3 mil. Em termos dessazonalizados, a variação trimestral é de 1,29%. O emprego caiu 622.600 pessoas (–3,12%) nos últimos 12 meses. A taxa de desemprego situa-se em 16,13%, menos 13 centésimos do que no trimestre anterior. No último ano essa taxa aumentou 2,35 pontos. Os dados são do Governo da Espanha.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?