Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Europa renovam os ganhos no final da semana

Data de criação:

access_time 28/05/2021 - 14:32

Data de atualização:

access_time 28/05/2021 - 14:32
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os mercados acionários europeus fecharam com ganhos nesta sexta-feira (28/05). Indicadores dos Estados Unidos e da Zona do Euro pesaram nos desempenhos.

Índices: o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,57% aos 448.98 em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou estável aos 7.022; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,75% aos 6.484; o índice DAX-30, bolsa de Frankfurt, ficou em alta de 0,74% aos 15.519; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 0,45% aos 25.169; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta  de 0,42% aos 9.224; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,13% a 5.242.

O índice pan-europeu subiu na sessão e ganhou 1% na semana, depois de uma sequência de perdas semanais.

O otimismo em relação ao crescimento econômico tem apoiado as ações europeias. Vários países estão reabrindo as economias com o processo de vacinação em ritmo acelerado.

O indicador de sentimento econômico da Comissão Europeia subiu para 114,5 em maio, ante 110,5 em abril. Com os programas de vacinação em pleno andamento, os casos da Covid diminuindo e as empresas reabrindo, o fim da crise da Covid parece estar à vista na Europa. “A confiança do consumidor, que caiu em abril, está se recuperando em maio, um bom presságio para as perspectivas de rápida recuperação nos gastos do consumidor e forte crescimento do PIB no futuro”, disse em relatório a analista de mercado no Reino Unido da OANDA, Sophie Griffiths.

Na Alemanha, conforme o Destatis, o índice de preços de importação subiu 10,3% em abril de 2021 em comparação com o mês correspondente do ano anterior. Esta foi a maior variação homóloga desde dezembro de 2010, quando eram 10,3%.

Entre março de 2021 e fevereiro de 2021, as taxas de variações anuais subiram 6,9% e 1,4%, respetivamente. Entre março e abril desse ano, a alta foi de 1,4%.

Na bolsa de Frankfurt ficaram as Siemens, alta de 3,75%, as da Infineon Technologies, alta de 2,39%, as da Merck, alta de 1,83%, as da Basf, alta de 1,18%, as da SAP, alta de 1,05%. Na contramão ficaram as ações da Daimeler, queda de 1,58%, as do Deutsche Post, queda de 1,29%, e as da Fresenius Medical, queda de 0,66%.

*Tradução ID de relatórios e agências

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?