Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas Europeias fecham com ganhos e DAX-30 devolve

Data de criação:

access_time 29/12/2020 - 16:11

Data de atualização:

access_time 29/12/2020 - 16:11
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas da Europa fecharam com ganhos nesta terça-feira (29). O alívio dos investidores veio com o acordo Brexit e também com o processo de imunização da população contra a Covid-19.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 fechou em alta de 0,76% aos 401.61 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em alta de 1,55% aos 6.602 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,21% aos 13.761 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,42% aos 5.611 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,13% aos 22.259 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 0,24% aos 8.174 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou estável a 4.931 pontos.

O índice pan-europeu avançou pela quinta sessão consecutiva e ficou na maior valorização de 10 meses.

No Reino Unido, as ações subiram depois de um fim de semana prolongado, com o índice FTSE 100 saltando com a decisão do acordo comercial Brexit.

Entre as ações com ganhos na bolsa de Frankfurt ficaram as da SAP, alta de 1,46%, as da Vonovia, ganho de 0,64%, e as Covestro, alta de 0,60%.

Sobre o coronavírus, a Alemanha registrou hoje mais 852 mortes, sendo que no dia 18 foram 962. Os números apresentados pelo Instituto Robert Koch mostraram que os óbitos subiram para 30.978.

A Itália registrou hoje mais 11.224 casos de infecção e 659 mortes, segundo dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

Portugal registrou também 74 mortes e eleva o total de vítimas no país para 6.751 desde o início da pandemia.

*Tradução ID com agência Efe

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?