Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas Europeias renovam ganhos indicadores

Data de criação:

access_time 09/04/2021 - 15:12

Data de atualização:

access_time 09/04/2021 - 15:12
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações da Europa mantiveram o azul nesta sexta-feira (09/04), com os negociadores analisando os dados econômicos da região, em especial os da Alemanha. Os indicadores dos Estados Unidos também mereceram atenção. Entretanto, os casos da pandemia continuam preocupando as autoridades.

Índices: o índice Stoxx Europe 600 fechou em alta de 0,08% aos 437.23 em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,38% aos 6.915; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,21% aos 15.234; o CAC 40 (Paris) ficou estável aos 6.169; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,60% aos 24.429; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,83% aos 8.565; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,25% a 5.017

O índice Stoxx Europe subiu, depois das máximas das últimas sessões, com os sinais de uma recuperação econômica ainda no primeiro semestre de 2021.

Hoje, os dados da produção industrial da China despertaram a cautela de uma ação mais dura por parte do banco central. O sentimento é o mesmo dos Estados Unidos de que um índice inflacionário mais robusto poderia incentivar um aperto monetário para as duas potencias.

A bolsa de Londres tive desempenho superior nesta semana, com o índice FTSE disparando. O bom humor se deu com a Grã-Bretanha abrindo gradualmente os demais serviços não essenciais.

A vacinação no Velho Continente prossegue, mas com as preocupações com a vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca causando coágulos sanguíneos cerebrais em algumas pessoas.

Na França, em fevereiro de 2021, a produção voltou a despencar na indústria de transformação, 4,6%, depois da alta de 3,3%, bem como em toda a indústria, -4,7%, depois da alta de 3,2%. Na comparação com fevereiro de 2020 (último mês antes do primeiro bloqueio geral), a produção continuou em queda acentuada na indústria de transformação, 7,1%, bem como em toda a indústria, 6,6%. Os dados são do INSEE.

Depois de um início de ano relativamente moderado, o mercado imobiliário do Reino Unido teve uma espécie de ressurgimento em março, com os preços subindo um pouco mais de 1% em relação a fevereiro. Este aumento – o primeiro desde novembro do ano passado – significa que a propriedade média vale agora £ 254.606, um novo recorde. Um ano depois dos primeiros dias do primeiro bloqueio nacional, os dados de março mostram que os preços das casas aumentaram 6,5% ao ano, ou £ 15.430 em valores. Os dados são do Halifax.

Entre as ações com ganhos nas bolsas da região estavam as da Airbus, alta de 0,3%, as da Delivery Hero, alta de 2,61%, as da Fresenius, alta de 1,52%, as da Merck, alta de 1,19%, as da Alstom, alta de 1,06%.

Com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?