Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bom humor nos mercados da Ásia com Joe Biden presidente eleito

Data de criação:

access_time 09/11/2020 - 10:29

Data de atualização:

access_time 09/11/2020 - 10:29
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações da Ásia fecharam com ganhos nesta segunda-feira. O índice Nikkeis do Japão alcançou o maior resultado há quase 10 anos com os investidores comemorando a vitória de Joe Biden.

Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em alta de 1,18% aos 26.016 pontos. O índice Xangai, China, ficou em alta de 1,86% aos 3.373. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 2,25% a 2.333 e o ChiNext ficou em alta de 2,60%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 2,12% aos 24.839. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 1,19% aos 2.609. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 1,68% aos 42.597. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 1,75% aos 6.298. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 1,27% a 2.447 pontos. O índice Taiex, bolsa de Seul, ficou em alta de 1,19% aos 13.127 pontos.

A semana começou bem no mercado financeiro da Ásia, com as incertezas políticas superadas nos Estados Unidos depois da eleição do democrata Joe Biden como futuro presidente.

As primeiras declarações do presidente eleito sobre o coronavírus também agradaram em cheio, bem como as expectativas elevadas sobre o estímulo fiscal e as relações com a China.

Na China, o índice blue chip fechou na melhor alta em mais de cinco anos, já que a vitória de Joe Biden aumentou a esperança da retomada das relações pacíficas entre os dois países.

O índice CSI300 subiu 2,0% para 4.981 pontos, seu nível de fechamento mais alto desde 17 de junho de 2015.

A agenda da Ásia estava vazia.

*Tradução ID com Reuters

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?