Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Declarações do Fed e avanço da COVID-19 pressionam bolsas da Ásia

Data de criação:

access_time 14/05/2020 - 10:29

Data de atualização:

access_time 14/05/2020 - 10:29
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os mercados asiáticos caíram nesta quinta-feira. Os investidores mantiveram a cautela e com a esperança da reabertura da economia. As declarações do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, que ontem derrubaram os mercados, também pressionaram as bolsas da Ásia. No Japão, o governo já estuda a possibilidade da reabertura em algumas regiões.

Ao final, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou em queda de 1,45% a 23.8290. O índice Xangai ficou ficou em queda de 0,96% a 2.870. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 0,94% a 1.805. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 1,74% aos 19.914. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 1,93% a 2.522. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em queda de 1,75% a 5.421. O índice Kospi, Seul, ficou em queda de 0,80% a 1.924. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 2,77% os 31.122. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 1,44% aos 10.780.

Hoje, o governo japonês estava se preparando para anunciar um alívio do “estado de emergência” e também pedir para que os trabalhadores de serviços não essenciais fiquem em casa. Já as medidas de distanciamento social permanecem em vigor.

De acordo com o último levantamento, o Japão registrou 678 mortes com a COVID-19, mas não teve nenhum bloqueio radical. Porém, como em outras partes do mundo, o desconforto público está se crescendo, mas as pessoas também estão preocupadas com os riscos para a saúde e se as infecções podem começar a aumentar exponencialmente, como ocorreram em Nova York, Brasil e em outros lugares.

Já sobre o Federal Reserve, em webcast pelo Instituto Peterson de Economia Internacional, Jerome Powell, traçou uma perspectiva econômica para os Estados Unidos como “altamente incertas e sujeitas a riscos negativos significativos”. A sinceridade de Powell, que sempre foi cuidadoso com as palavras como era a antecessora Janet Yellen, acabou atingindo em cheio o humor dos negociadores da bolsa de Nova York.

Powell disse que ajuda governamental adicional para famílias e empresas pode “valer a pena” para impedir o desenvolvimento de danos duradouros à economia. No entanto, o boss do Fed disse que não espera taxas de juros negativas, depois que o mercado futuro de fundos de investimento mostrou alguns traders apostando pela primeira vez e que isso poderia se tornar realidade nos Estados Unidos.

De volta aos mercados, entre as empresas com os piores resultados nas negociações de hoje estavam as da japonesas Toyota Motor Corp, queda de 2,20%, e as da Sony Corp, queda de 3,89%. As duas gigantes do setor automotivo anunciaram quedas acentuadas nos lucros à medida que a pandemia se instalou e não deram projeções de lucro ou previsões parciais para o ano de 2020 e até março de 2021.

Entre as ações com ganhos na bolsa de Tóquio ficaram as da Daiichi Sankyo, alta de 4,66%, as Nichirei, alta de 3,52%, Elsai, alta de 1,11%, as Pacific Metals, alta de 0,93%. Na contramão ficaram as ações da Daiwa House, queda de 10,70%, e as da Mitsui queda de 8,70%, as da Ricoh, queda de 7,69%.

Na Austrália, o primeiro-ministro Scott Morrison disse que a perda de quase 600 mil empregos em abril é “devastadora” para famílias e comunidades australianas afetadas por restrições do governo e paralisações de empresas. Os comentários foram feitos depois que o Australian Bureau of Statistics (ABS) anunciou que a taxa de desemprego aumentou de 5,2% em março para 6,2% em abril. “Um dia muito difícil, terrivelmente chocante, embora não imprevisto.”

*Na região foram apresentados mais dados econômicos. Acompanhe no INDICADORES.

Tradução ID de relatórios oficiais e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?