Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Europa fecha em queda com Londres em feriado

Data de criação:

access_time 31/08/2020 - 15:59

Data de atualização:

access_time 31/08/2020 - 15:59
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os investidores dos mercados acionários da Europa fecharam agosto no vermelho, com Londres em feriado, e com os investidores atentos aos arranjos entre empresas. A agenda enfraquecida para a região também permitiu maior atenção para os números da China, correções e realizações de lucros.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 0,62% aos 366.51 pontos em Londres; o DAX -30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,67% aos 12.945 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 1,11% a 4.947 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 1,04% aos 19.633 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 2,29% a 6.969 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,96% a 4.301 pontos.

O dia também permitiu atenção para os índices de Wall Street, que operam de lado. O índice Nasdaq segue como ponto brilhante com as ações de tecnologia.

Nesta sessão, as ações da Suez SA subiram 18,50%, depois que a empresa francesa de água e resíduos Veolia Environnement disse neste domingo que fez uma oferta para adquirir uma participação de 29,9% da Engie a um preço de € 15,50  por ação.

As ações da Nestlé SA ficaram estáveis, depois que a gigante de alimentos disse que compraria o resto da biotecnologia americana Aimmune Therapeutics, com a empresa apresentando um tratamento para alergia ao amendoim aprovado pela Food and Drug Administration. As ações da Aimmune subiram 171%.

Na Alemanha, a taxa de inflação, medida como a variação homóloga do índice de preços ao consumidor, deverá ser de 0,0% em agosto de 2020. Com base nos resultados disponíveis até agora, o Instituto Federal de Estatística (Destatis) também informa que os preços ao consumidor deverão cair 0,1% em julho de 2020. Entre outras coisas, a taxa de inflação foi influenciada pela redução do imposto sobre o valor acrescentado em vigor a partir de 1 de julho de 2020.

Na Espanha, de acordo com a estimativa provisória emitida pelo INE, a inflação anual do CPI em agosto de 2020 foi de -0,5%. Esse indicador dá uma prévia do CPI que, se confirmado, implicaria um aumento de um 1/10 na taxa anual, já que em julho essa variação era de -0,6%. Esse comportamento destaca o aumento do preço da energia elétrica, em relação à queda em 2019. Por sua vez, a variação anual da estimativa provisória do HICP em agosto é de -0,6%. Se confirmada, a taxa anual aumentaria um décimo em relação ao mês anterior.

Na Itália, de acordo com estimativas preliminares, em agosto de 2020 a taxa de variação do índice de preços ao consumidor italiano para todo o país (NIC) foi de alta em 0,3% em base mensal e queda de 0,5% em base anual (-0,4% em julho). O agravamento da inflação negativa, ainda decorrente, principalmente, da confirmação da queda dos preços tanto dos produtos administrados (para -13,6% no mês anterior) quanto dos não regulados (de -9,0% em julho para -8,6%) %), com a nova redução dos preços dos Serviços relacionados com transportes (de -0,9% para -2,3%). Os dados são do Istat

*Por Ivonéte Dainese de relatórios oficiais e com agências

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?