Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Investidor inverte posição e vai às compras

Data de criação:

access_time 11/02/2020 - 19:57

Data de atualização:

access_time 11/02/2020 - 19:57
format_align_left 6 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os investidores dos mercados acionários globais mantiveram o bom humor e partiram para as compras nesta terça-feira. Motivados pela confiança nas autoridades da área de saúde quanto ao controle do vírus COVID-19, nova denominação para o coronavírus escolhido pela Organização Mundial da Saúde, os negociadores também acompanharam a apresentação do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, ao Congresso norte-americano.

O dia começou com os mercados acionários da Ásia fechando com ganhos, uma recuperação importante para a China. O que se espera por lá são medidas emergenciais para manter a economia no ritmo, embora com Pequim já sinaliza perdas pelos estragos provocados pela contaminação do vírus e, principalmente, com o número acima de 1.000 de vítimas fatais.

Na Europa não foi diferente e os mercados acionários sustentaram os ganhos. Por lá, as ações das empresas relacionadas ao turismo subiram e ajudaram os índices das bolsas de Londres, Frankfurt e Paris. Os indicadores econômicos do Reino Unido também repercutiram nas negociações. O Reino Unido segue avançando nas pesquisas para descobrir uma vacina contra o COVID-19.

Nos Estados Unidos, além do Fed, dos balanços financeiros e do vírus, os investidores também mantiveram o foco nas notícias corporativas. O clima político também segue esquentandono país.

Hoje, os democratas de New Hampshire estão votando na primária que vai ajudar a escolher o adversário político de Donald Trump na eleição presidencial de novembro.

As pesquisas estão dando a vantagem para Bernie Sanders, no que se tornou uma batalha entre o senador de Vermont e Pete Buttigieg. O ex-prefeito de South Bend estava atrás de Sanders na média mais recente das pesquisas de New Hampshire em cerca de 7 pontos. O ex-vice-presidente Joe Biden já deixou o estado, depois de dizer na sexta-feira passada que não esperava se sair bem. As informações são de agências internacionais.

Por aqui, o clima foi mais animador na bolsa de valores de São Paulo. O Ibovespa foi sustentado pelos balanços financeiros, papéis da Vale, Petrobras e bancos. Jerome Powell também chamou a atenção, bem como o vírus da China.

O dólar comercial voltou a pressionar o real, em mais um recorde nominal.

Sobre os mercados

Na Ásia, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou em alta de 1,26% a 27.583 e o índice Shenzhen Composite ficou estável a 1.758. O índice Xangai ficou em alta de 0,39% a 2.901. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,39% a 3.175. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,61% a 7.055. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 1,0% a 2.223. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,58% aos 41.216. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,78% aos 11.664. O índice regional de ações, MSCI Asia Pacific fechou com alta de 0,90%.

Na Europa, ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,90% aos 428.48 em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em alta de 0,71% aos 7.499; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,99% a 13.627; o CAC 40 (Paris) subiu 0,65% a 6.054; o FTSE-MIB (Milão) subiu 0,74% aos 24.688; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 0,68% a 9.882; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 1,09% a 5.339.

Nos Estados Unidos, ao final, o Dow Jones ficou estável aos 29.276 pontos. O S&P ficou em alta de 0,17% aos 3.357 pontos. O Nasdaq ficou em alta de 0,11% aos 9.638 pontos.

No Brasil, ao final, o Ibovespa ficou em alta de 2,49% aos 115.370 pontos. O giro financeiro ficou em R$26,07 bilhões.

Operaram com ganhos
B2WDigital ON, alta de 7,34%, Usiminas PNA, alta de 6,78%; Grupo Natura ON, alta de 6,78%; Cosan ON, alta de 6,08%; e ViaVarejo ON, alta de 6,02%; Santander BR UNT, alta de 0,33%; e BRF ON, alta de 0,19%.

Operaram com perdas
Cielo ON, queda de 1,52%; e Carrefour BR ON, queda de 0,45%;

Mais negociadas
Petrobras ON, alta de 1,36%; Petrobras PN, alta de 1,20%; Vale ON, alta de 3,71%; Bradesco PN, alta de 0,88%; e ItauUnibanco PN, alta de 2,30%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 06 de janeiro de 2020 a 30 de abril de 2020, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice: Itauunibanco PN (8,573%), Vale ON (8,189%), Bradesco PN (6,985%), Petrobras PN (6,617%), e B3 ON (4,312%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em alta de 1,13% a US$54,61 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em alta de 0,73% aos US$49, 93 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em alta de 4,89% aos US$86,93 a tonelada seca e com 62% de pureza.

No Brasil, ao final e no interbancário, a divisa ficou em alta de 0,13% aos R$4,326 para a venda. O dólar turismo ficou em alta de 4,16% aos R$4,500 para a venda.

O euro ficou em alta de 0,12% aos R$4,726 para a venda. A libra ficou em alta de 0,47% a R$5,611 para a venda. O peso argentino recuou 0,28% a R$0,070 para a venda.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou estável a 98,76.

O euro recuou 0,23% a US$ 1,0919. A libra ficou em alta de 0,55% a US$ 1.2952.

O ouro ficou em queda de 0,53% a US$1,571,20 a onça.

O Bitcoin ficou em alta de 3,25% a US$10,171,74.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?