Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Federal Reserve anima mercados da Ásia

Data de criação:

access_time 30/04/2020 - 09:59

Data de atualização:

access_time 30/04/2020 - 09:59
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas da Ásia fecharam abril em campo positivo. O otimismo pode ser contado por dois fatores: sinais de um medicamento eficaz no combate ao coronavírus e a confirmação de apoio do Federal Reserve para a economia dos Estados Unidos.

Ao final, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou em alta de 0,28% a 24.643 e o índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,88% a 1.763. O índice Xangai ficou em alta de 1,33% a 2.860. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 1,92% a 2.624. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 2,39% a 5.393.  O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,70% a 1.947. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 3,05% os 33.717. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 2,04% aos 10.992. O índice regional de ações, MSCI Asia Pacific subiu 1,2%.

O apoio do Federal Reserve, que foi declarado pelo presidente da instituição, Jerome Powell, ao final da reunião desta quarta-feira, deu alívio para Wall Street e para os demais mercados.

Uma informação positiva sobre o remdesivir experimental, que se mostrou eficaz contra o novo coronavírus em um estudo realizado pelo National Institutes of Health, deu uma dose de ânimo para os mercados. O principal especialista em doenças infecciosas do país disse que a droga reduziu o tempo necessário para a recuperação dos pacientes e aumentou as esperanças de que a vida em todo o mundo possa eventualmente voltar ao normal.

As duas medidas ofuscaram os dados ruins para a economia dos Estados Unidos, com o PIB caindo 4,8%, o pior desde a Grande Recessão de 2008-2010.

Entre as ações com ganhos no Japão ficaram as da Okuma, alta de 12,88%, as da Alps Alpine, alta de 12,53%, as da Suzuki Motor, alta de 9,33%, e as da Mistui E&S Holdings, alta de 7,79%. Na contramão ficaram as ações da Shinsei Bank, queda de 3,69%, as da ANA Holdings, queda de 3,60%, e as S East Japan Railway, queda de 3,24%.

No Japão, que voltou de um feriado para emendar outro na semana, ficou com ganhos, porém, os dados econômicos mostraram os efeitos da pandemia. As vendas no varejo para março recuaram -4,5%, como esperado, a contração na produção industrial foi de -3,7%, menor que a expectativa de -5,0%.

Na China, os índices PMI foram divulgados e o setor de manufatura, dado oficial do governo, recuou de 52,0 para 50,8, um pouco abaixo do estimado de 51,0.

Ainda na China, o índice Caixin, que é o mais antigo do País caiu de 50,1 para 49,4, nesse caso ficando abaixo do projetado (50,5). No setor de serviços, o dado oficial do governo veio melhor que o esperado, subindo de 52,3 para 53,2, a estimativa apontava para 52,5.

Tradução ID de agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?