Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Guide faz alteração na Carteira Semanal e inclui a B3

Data de criação:

access_time 10/08/2020 - 16:27

Data de atualização:

access_time 10/08/2020 - 16:27
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Para a semana iniciada hoje, os analistas da Guide Investimentos optaram por fazer alterações na Carteira Recomendada. Os destaques ficaram com a B3 (B3SA3) e JBS (JBSS3).

Composição da Carteira Semanal

B3 (B3SA3) com peso de 20%;

BTG Pactual (BPAC11) com peso de 20%;

JBS  (JBSS3) com peso de 20%;

Lojas Americanas (LAME4) com peso de 20%; e

Via Varejo (VVAR3) com peso de 20%.

Desempenho da última semana

A Carteira Semanal encerrou a última semana em queda, abaixo do índice de referência (Ibovespa). As bolsas globais tiveram desempenhos mais neutros, com os índices praticamente estáveis. O movimento seguiu acompanhando a elevação das tensões entre os Estados Unidos e China e dados econômicos positivos. No âmbito doméstico, a disputa entre os poderes executivo, legislativo e judiciário se manteve calma, com demonstrações favoráveis quanto ao desenvolvimento da reforma tributária. Por outro lado, a aprovação do limite de juros do cheque especial e do cartão de crédito no Senado elevou a percepção de risco na cena doméstica.

“Dessa forma, acreditamos que a confiança do investidor começa a demonstrar sinais de recuperação, mas ainda deve seguir pressionada nas frentes: política, econômica e sanitária. Na Carteira, Lojas Americanas foi a ação que mais se valorizou na semana, enquanto Cogna foi a que mais desvalorizou.”

Trocas para a semana de 10 a 14

“Nesta semana, os analistas da Guide realizaram duas trocas na carteira. As mudanças visam a busca por ativos com maiores potenciais de ganhos no curto prazo, buscando aproveitar divulgações de resultados positivos. Dessa maneira, saíram a Cogna e Itaúsa, para inclusão de B3 e JBS.

“Sobre B3, acreditamos que o resultado do segundo trimestre deva ser bastante forte e impulsione o ativo, por mais que dados operacionais já tenham sido divulgados. Quanto a JBS, por mais que a empresa tenha sofrido com suspensões na produção de algumas plantas devido à Covid-19, seguimos com uma visão positiva, acreditando que a assimetria de preço é favorável para entrada no papel. Avaliamos que a volatilidade deverá se manter elevada nos próximos dias, conforme os impactos da propagação do coronavírus na economia são mensurados, enquanto as reaberturas de algumas economias são colocadas em xeque”.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?