Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Ibovespa azeda com clima político e fica pouco acima dos 100 mil pontos

Data de criação:

access_time 13/08/2020 - 18:49

Data de atualização:

access_time 13/08/2020 - 20:08
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O Ibovespa fecha em queda pela segunda sessão consecutiva. O radar permaneceu no front político interno, depois das mudanças no Ministério da Economia com a saída de três secretários.

As ações das frigoríficas recuaram, depois das declarações na China sobre a detecção de coronavírus em uma embalagem de frango congelado importado do Brasil.

Ainda no dia, alguns papéis voltaram para as vendas, como os da Petrobras, Vale, bancos e varejistas, depois das valorizações nas negociações de ontem.

Por fim, o cenário externo também mereceu atenção nesta quinta-feira, com os Estados Unidos no topo das discussões. Os congressistas e o governo ainda não chegaram a um acordo sobre o pacote emergencial de US$1 trilhão, o lado político esquentou desde ontem com a troca de farpas entre os candidatos à presidência e com os casos de coronavírus não dando trégua naquele País. Os pedidos de auxílio-desemprego, que foram apresentados hoje pelo Departamento do Trabalho, surpreenderam com a contração.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 1,62% aos 100.460 pontos. O volume financeiro ficou em R$33,41 bilhões.

“Os mercados abriram sem direção, com as expectativas para os pedidos de auxílio-desemprego dos Estados Unidos, que recuaram e surpreenderam. Porém, a falta de acordo sobre o pacote emergencial entre os congressistas e governo americano pesaram no humor do mercado. Ainda por lá, faltando três meses para a eleição, o cenário político começou a esquentar e vai promover volatilidade nas bolsas. No doméstico, o investidor, que seguia descolado do lado político, manteve a cautela com as questões envolvendo o teto de gastos e o estresse na pasta da economia com as saídas dos secretários. Entretanto, os balanços financeiros do segundo trimestre estão surpreendendo, já que muitas empresas estão registrando números bem acima das estimativas. A volatilidade deverá permanecer e o IBC-BR, que sai amanhã, não deverá surpreender”, avaliou o analista de investimentos da Mirae Asset, Pedro Galdi.

Operaram com ganhos
Via Varejo ON, alta de 1,23%; Hapvida ON, alta de 0,08%; Klabin UNT, alta de 2,98%; Taesa UNT, alta de 1,02%; e WEG ON, alta de 2,66%.

Operaram com perdas
BRF ON, queda de 7,80%; BR Malls par. ON, queda de 10,88%; Eletrobras ON, queda de 6,94%; Multiplan ON, queda de 5,94%; e Eletrobras PNB, queda de 8,90%.

Mais negociadas
Vale ON, queda de 1,87%; Itau Unibanco PN, queda de 2,85%; Petrobras PN, queda de 2,73%; Via Varejo ON, alta de 1,23%, Magazine Luiza ON, alta de 0,49%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 04 de maio de 2020 a 04 de setembro de 2020, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice: Vale ON (10,154%), Itauunibanco PN (7,414%), Bradesco PN (5,611%), Petrobras PN (5,610%) e B3 ON (5,405%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em alta de 0,22% aos US$45,06 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI operou em queda de 0,77% e com o barril negociado aos US$42,34 na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em queda de 0,11% a US$121,38 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?