Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Ibovespa recua 1% com influência externa e Fed no destaque

Data de criação:

access_time 03/03/2020 - 19:27

Data de atualização:

access_time 03/03/2020 - 19:27
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A bolsa de valores de São Paulo pegou carona externa e voltou para o campo negativo nesta terça-feira. O efeito “gangorra” tomou força com a decisão do Federa Reserve em cortar as taxas de juros dos Estados Unidos. A medida, que era esperada para a reunião do dia 17 de março, acendeu a luz amarela da incerteza sobre o peso que o coronavírus terá na economia global.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 1,02% aos 105.537 pontos. O volume financeiro ficou em R$34,54 bilhões.

“O mercado vinha bem e esperando por medidas de incentivo por parte dos ministros de Finanças do G-7, o que não aconteceu. Mas o Fed acabou tomando a decisão e anunciou os cortes nas taxas de juros. No primeiro momento o investidor comprou a ideia, mas em seguida as bolsas entraram em forte volatilidade. Depois da coletiva do Jerome Powell [presidente do Fed], o mercado entendeu o peso da decisão e questionou alguns pontos. O sinal amarelo acendeu e a desconfiança ganhou força com os títulos do Tesouro americano de 10 anos ficando abaixo de 1%. A bolsa brasileira acompanhou o comportamento de Wall Street e o dólar ganhou força novamente”, pontuou o operador da corretora Renascença, Luiz Roberto Monteiro.

Operaram com ganhos
B2W Digital ON, alta de 4,99%; Qualicorp ON, alta de 4,65%; Hypera ON, alta de 2,62%; Cogna ON, alta de 2,34%; e Klabin ON, alta de 2,31%.

Operaram com perdas
IRB Brasil ON, queda de 7,74%; BRF ON, queda de 7,27%; BTGP Banco, queda de 6,00%; Marfrig ON, queda de 4,65%; e GOL PN, queda de 3,79%.

Mais negociadas
Petrobras PN, queda de 1,81%; Vale ON, estável; ItauUnibanco PN, queda de 1,82%; Petrobras ON, queda de 2,14%; e Brasil ON, queda de 2,93%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 06 de janeiro de 2020 a 30 de abril de 2020, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice: Itauunibanco PN (8,573%), Vale ON (8,189%), Bradesco PN (6,985%), Petrobras PN (6,617%), e B3 ON (4,312%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou estável a US$51,86 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em alta de 0,75% aos US$47,10 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em queda de 0,43% aos US$88,55 a tonelada seca e com 62% de pureza.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?