Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Como estão os mercados acionários, as moedas e agendas?

Data de criação:

access_time 05/11/2020 - 12:41

Data de atualização:

access_time 05/11/2020 - 12:41
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta quinta-feira (05/11).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em alta de 3,25% aos 25.695 pontos. O índice Xangai, China, ficou em alta de 1,30% aos 3.320. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,67% a 2.299 e o ChiNext ficou em alta de 1,21%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,73% aos 24.105. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 2,89% aos 2.588. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 1,78% aos 41.340.  O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 1,28% aos 6.139. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 2,40% a 2.413 pontos. O índice Taiex, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,40% aos 12.918 pontos.

Os resultados preliminares das eleições nos Estados Unidos animaram os negociadores dos mercados asiáticos nesta quinta-feira. A apuração voto a voto é acirrada, com o candidato Democrata, Joe Biden, mantendo uma diferença grande sobre o presidente Donald Trump (Republicano). No Japão, o índice disparou para a maior alta em quase dois anos, com os investidores seguindo o desempenho de Wall Street. Entre os indicadores, apenas a Austrália apresentou dados da balança comercial.

EUROPA: Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 operava em alta de 1,01% aos 366.98 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,64% a 5.919 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) opera em alta de 1,80% aos 12.547 pontos; o CAC 40 (Paris) segue em alta de 1,21% aos 4.982 pontos; o FTSE-MIB (Milão) segue em alta de 1,90% aos 19.729 pontos; o Ibex 35 (Madri) está em alta de 1,96% a 6.917 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) segue em alta de 1,11% aos 4.112 pontos.

As bolsas da Europa dão sinais de fechamento com ganhos nesta quinta-feira. O que se vê é a atenção para as eleições nos Estados Unidos. Além disso, os dados econômicos apresentados hoje, bem como o controle da pandemia de coronavíus, ficaram no radar. As moedas operam com ganhos.

ESTADOS UNIDOS – Há pouco, o Dow Jones estava em alta de 2,17% aos 28.468 pontos; o S&P seguia em alta de 2,25% aos 3.519 pontos; e o Nasdaq seguia em alta de 2,20% aos 11.842 pontos.

Os índices de peso da bolsa de Nova York operam valorizados, com os investidores concentrados nos resultados da eleição. Além disso, os dados econômicos e a temporada de balanços financeiros também estão no radar. O mercado aguarda também pronunciamentos dos dois candidatos, Joe Biden e Donald Trump. Há pouco, o índice de dólar estava em queda de 0,80% a 92,66.

BRASIL: Ibovespa opera em alta de 2,11% aos 99.931 pontos. O dólar comercial opera em queda de 1,79% a R$5,552 para a venda.

A bolsa brasileira segue no ritmo externo. O Ibovespa mantém a valorização e flertando com os 100 mil pontos. Todos os radares estão voltados para a apuração dos votos da eleição norte-americana. O dia é de agenda esvaziada, com as casas de análises atentas aos resultados financeiros. O dólar opera em queda.

Commodities

O petróleo referência Brent opera em alta de 0,39% aos US$41,39 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em alta de 0,26% aos US$39,25 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao, China, ficou em queda de 0,04% a US$116,95 a tonelada.

*Tradução ID com relatórios e casas de análises

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?