Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Mercados acionários, moedas e agendas

Data de criação:

access_time 08/05/2020 - 11:58

Data de atualização:

access_time 08/05/2020 - 11:58
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta sexta-feira (08/05).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou em alta de 1,04% a 24.179. O índice Xangai ficou em alta de 0,83% a 2.895. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,17% a 1.809. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 2,56% aos 20.179. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou estável a 2.591. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,50% a 5.391.  O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,89% a 1.945. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,63% os 31.642. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,54% aos 10.901.

As bolsas da Ásia fecharam com ganhos nesta sexta-feira, com os investidores mais animados com as reaberturas dos negócios e também com o alívio na tensão comercial entre os Estados Unidos e a China. Os representantes dos dois países anteciparam as conversas, que estavam previstas para as próximas semanas, sobre o acordo “Fase 1”. O dia foi de poucos indicadores, com apenas o Japão apresentando dados econômicos.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 subia 0,81% aos 340.73 pontos em Londres; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em alta de 1,40% a 10.910 pontos; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 1,00% a 4.546 pontos; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 1,08% aos 17.431 pontos; o Ibex 35 (Madri) seguia em alta de 0,89% a 6.791 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 0,51% a 4.242 pontos.

As ações europeias estão operando com ganhos na reta final das negociações desta sexta-feira. O ambiente favorável para as compras se dá com os balanços financeiros, com a retomada das negociações comerciais entre a China e os Estados Unidos, mas com o relatório do Payroll no radar. Os mercados de Londres estão fechados. A agenda enfraquecida dispõe apenas de dados da Alemanha. As moedas operam sem direção única.

ESTADOS UNIDOS: O Dow Jones opera em alta de 1,40% aos 24.210 pontos. O S&P opera em alta de 1,24% aos 2.916 pontos. O Nasdaq opera em alta de 1,07% aos 9.075 pontos.

Os índices de Wall Street estão operando no azul. Embora com os dados do Payroll assustando, 20,5 milhões de empregos perdidos em abril e com a taxa de desemprego em 14,7%, os investidores estão buscando reparar as perdas concentrados na temporada de resultados. Embora o governo não mantivesse registros naquela época, os historiadores econômicos estimam que o desemprego atingiu um pico de 25% em 1933. O índice começou a ser monitorado nos Estados Unidos a partir de janeiro de 1948. A retomada das conversas comerciais entre a China e os Estados Unidos, via telefone, afastaram também o clima tenso do começo da semana. O presidente Donald Trump ameaçava endurecer com a China por conta da disseminação do coronavírus pelo mundo.  Em dia de poucos indicadores, o índice de dólar DXY segue em queda de 0,17% aos 99,72.

BRASIL: O Ibovespa opera em alta de 2,50% aos 80.074 pontos. O dólar comercial opera em queda de 1,54% aos R$5,749 para a venda.

A bolsa de valores de São Paulo opera em alta. A recuperação das perdas de ontem se dá com o alívio nas negociações comerciais entre a China e os Estados Unidos. Além disso, os dados do emprego dos Estados Unidos, o Payroll, também eram aguardados por aqui. A temporada de resultados financeiros permanece no foco central, mesmo com os indicadores domésticos também negativos. O Brasil registrou deflação em abril, conforme o IBGE. O dólar segue em queda. Brasília é destaque, bem como a pandemia de coronavírus.

Commodities

O petróleo referência Brent opera em alta de 2,75% aos US$30,27 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em alta de 4,76% aos US$24,65 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro segue em alta de 0,15% a US$1.728,40 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em alta de 5,04% a US$88,60 a tonelada seca.

*Por Ivonete Dainese
 

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?