Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Mercados acionários, moedas e agendas neste momento

Data de criação:

access_time 17/07/2020 - 10:34

Data de atualização:

access_time 17/07/2020 - 10:34
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta quinta-feira (16/07).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,47% aos 25.089. O índice Xangai, China, ficou em alta de 0,13% aos 3.214. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 0,69% a 2.158. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,32% aos 22.696. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,20% aos 2.618. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,80% a 2.201. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 1,50% os 37.020. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,20% aos 12.181. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,38% aos 6.033.

Os mercados acionários da Ásia ficaram sem direção nesta sexta-feira. Os investidores mantiveram as atenções nos indicadores econômicos que foram apresentados para a China no dia anterior. Parte dos mercados asiáticos foi influenciado pela ameaça do presidente Donald Trump em proibir que membros do Partido Comunista chinês e suas famílias viajem aos Estados Unidos. O índice Nikkei da bolsa de Tóquio foi na contramão da região, com os fracos desempenho de ações dos setores imobiliário e siderúrgico.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 estava em alta de 0,19% aos 372.87 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,65% aos 6.291 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em alta de 0,41% a 12.928 pontos; o CAC 40 (Paris) seguia em queda de 0,08% a 5.081 pontos; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 0,20% aos 20.396 pontos; o Ibex 35 (Madri) seguia em queda de 0,41% a 7.442 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 0,28% a 4.480 pontos.

As bolsas europeias estão operando com ganhos moderados nesta sexta-feira. Os investidores acompanham a reunião entre os líderes da União Europeia (UE), que deve discutir a proposta de criar um Fundo de Recuperação de € 750 bilhões para amparar as economias atingidas pela pandemia de coronavírus. A expectativa em torno da reunião pesa no comportamento das moedas. Na agenda, o Eurostat divulgou o índice de inflação do mês de junho.

ESTADOS UNIDOS – O Dow Jones abriu  em alta de 0,16% aos 26.767 pontos; o S&P abriu em alta de 0,22% aos 3.223 pontos; e o Nasdaq abriu em alta de 0,24% aos 10.501 pontos.

Os índices de Wall Street abriram no azul com sinais de mais um dia de compras, mesmo com o clima pesado entre os Estados Unidos e a Rússia. O governo americano acusa os russos pela suposta invasão de hackers nos sistemas dos laboratórios que desenvolvem as vacinas contra a COVID-19.  Em dia de agenda global praticamente esvaziada, os investidores também deverão manter as compras e sem perder a atenção para os balanços corporativos. O índice DXY segue em queda de 0,28% a 96,08.

BRASIL: Ibovespa opera em alta de 1,31% aos 101.870 pontos. O dólar comercial opera em alta de 0,29% aos R$5,343 para a venda.

A bolsa de valores de São Paulo dá sinais de mais um dia positivo. O mercado doméstico deverá acompanhar Nova York, em dia de agenda vazia e com os preços das commodities pesando nos papéis das empresas do setor. Além disso, as notícias corporativas e as vindas do Planalto Central também devem ficar no radar. Ontem, em live de uma corretora, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que espera entregar na próxima terça-feira sua proposta inicial da Reforma Tributária. No texto, segundo Guedes, deverá ser feita a fusão do PIS e Cofins e a criação do IVA.

Commodities

O petróleo referência Brent opera em queda de 0,21% aos US$43,28 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em alta de 0,05% aos US$40,77 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro segue em alta de 0,57% a US$1.809,90 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em queda de 1,17% a US$110,31 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios de casas de análises e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?