Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Mercados acionários, moedas e agendas neste momento

Data de criação:

access_time 21/07/2020 - 11:38

Data de atualização:

access_time 21/07/2020 - 11:38
format_align_left 5 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta terça-feira (21/07).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 2,31% aos 25.635. O índice Xangai, China, ficou em alta de 0,20% aos 3.320. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 0,72% a 2.232. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,73% aos 22.884. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,50% aos 2.629. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 1,39% a 2.228. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 1,37% os 37.930. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 1,83% aos 12.397. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 2,58% aos 6.156.

Na Ásia, as bolsas fecharam no azul. A euforia se deu com o anúncio da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade Oxford. O Japão também apresentou o índice de inflação, que ficou em linha com o esperado.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 estava em alta de 0,73% aos 378.24 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,37% aos 6.284 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em alta de 1,44% a 13.236 pontos; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 0,83% a 5.135 pontos; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 0,97% aos 20.821 pontos; o Ibex 35 (Madri) seguia em alta de 1,04% a 7.556 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 0,35% a 4.549 pontos.

As bolsas da Europa operam com ganhos nesta terça-feira. O bom humor se dá com o consenso entre os líderes europeus na conclusão do pacote de estímulos de €750 bilhões para a União Europeia. O resultado positivo foi uma conquista da chanceler alemã Angela Merkel e do presidente francês Emmanuel Macron. O montante foi repartido em €390 bilhões para doações e €360 bilhões em empréstimos. Os resultados dos testes da vacina para COVID-19 também estão ajudando no desempenho. O euro opera em alta de 0,09% a US$1.1454 e a libra em alta de 0,46% a US$1.2711.

ESTADOS UNIDOS – Há pouco, o Dow Jones estava em alta de 1,07% aos 26.966 pontos; o S&P seguia em alta de 0,62% aos 3.271 pontos; e o Nasdaq seguia estável a aos 10.761 pontos.

Na bolsa de Nova York, os dois pesos pesados estão operando no azul, com apenas o Nasdaq em realização. Os investidores estão atentos aos relatórios de resultados corporativos, que incluíam os da Coca-Cola. O sentimento do mercado está mais otimista com o resultado positivo da reunião dos líderes da União Européia, com a aprovação do pacote fiscal histórico destinado a atenuar o impacto econômico da pandemia do COVID-19. Já os Estados Unidos, os investidores aguardam também um  plano de estímulo fiscal, que está em discussão entre os representantes do governo e o Congresso. O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, foram escalados para discutir os detalhes da ajuda adicional aos americanos na Casa Branca. Mnuchin sugere US $ 1 trilhão e os democratas um pacote que excede US $ 3 trilhões. A agenda norte-americana está vazia.

BRASIL: Ibovespa opera em alta de 0,26% aos 104.695 pontos. O dólar comercial opera em queda de 2,19% aos R$5,224 para a venda.

Seguindo na carona externa, a bolsa de valores de São Paulo opera em alta. Além da vacina, dos estímulos da Europa e do pacote dos Estados Unidos, o clima é de euforia em relação às reformas. O ministro da Economia, Paulo Guedes, apresenta ao Congresso a primeira parte da proposta da reforma tributária. A Câmara deverá votar a proposta de emenda à Constituição que trata da ampliação da complementação paga pelo governo federal ao Fundeb. Por fim, crescem também as expectativas para o início da temporada de resultados financeiros. O dólar perde força para o real.

Commodities

O petróleo referência Brent opera em alta de 3,42% aos US$44,76 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em alta de 3,50% aos US$42,24 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro segue em alta de 1,37% a US$1.842,00 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em alta de 1,73% a US$111,43 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios de casas de análises e agências internacionais

 

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?