Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Mercados acionários, moedas e agendas neste momento

Data de criação:

access_time 27/07/2020 - 13:34

Data de atualização:

access_time 27/07/2020 - 13:34
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta segunda-feira (27/07).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 0,41% aos 24.715. O índice Xangai, China, ficou em alta de 0,26% aos 3.205. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 0,28% a 2.144. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,16% aos 22.715. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,14% aos 2.575. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,79% aos 2.217. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 0,51% aos 37.934. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 2,31% aos 12.588. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,34% aos 6.044.

Os mercados acionários da Ásia fecharam sem direção nesta segunda-feira, com os investidores preocupados com o ritmo da economia americana, diante do aumento de casos da COVID-19 no país e o aumento das tensões entre Estados Unidos e China. Segundo os dados oficiais, o lucro de grandes empresas industriais chinesas subiu 11,5% em junho, bem acima dos 6% visto em maio, marcando o seu maior avanço desde março de 2019. Na volta do feriado de quatro dias no Japão, a moeda japonesa ficou valorizada afrentando os papéis das exportadoras. O dólar era cotado a 105,49 ienes, contra 106,40 ienes de sexta-feira.

EUROPA – Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 0,31% aos 366.16 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,31% aos 6.104 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou estável aos 12.838 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 0,34% a 4.939 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,28% aos 20.019 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 1,70% a 7.170 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em queda de 0,89% a 4.452 pontos.

As bolsas europeias, ainda em ajustes, estão fechando no vermelho, com apenas o DAX-30 estável. Os movimentos geopolíticos entre americanos e chineses, bem como a valorização do ouro, acabaram por mexer com o humor dos investidores. Na Alemanha, o índice IFO de sentimento das empresas, que subiu de 86,3 pontos em junho para 90,5 pontos em julho, ajudou a manter o índice estável. O dado superou as projeções do mercado, que previam o índice a 89,0. O euro e a libra operam em alta.

ESTADOS UNIDOS – Há pouco, o Dow Jones estava em alta de 0,33% aos 26.556 pontos; o S&P seguia em alta de 0,40% aos 3.228 pontos; e o Nasdaq seguia em alta de 0,86% aos 10.452 pontos.

No mercado americano, os índices operam em alta, esboçando uma reação depois das perdas acumuladas na semana passada, por conta do aumento das tensões entre Estados Unidos e China. Investidores, nesta semana, estarão atentos às negociações em torno do novo pacote de estímulos no Congresso, ao mesmo tempo em que acompanham a divulgação de balanços trimestrais de grandes empresas.

BRASIL: Ibovespa opera em alta de 1,65% aos 104.075 pontos. O dólar comercial opera em queda de 0,47% aos R$5,182 para a venda.

No mercado doméstico, a Bovespa acompanha Nova York, bem como refletindo a melhora do ambiente político proporcionado pela retomada das discussões de uma agenda construtiva de reformas. O dólar opera em queda, com a divisa perdendo força na cesta de seis moedas. O destaque foi o Boletim Focus, que veio com pouca alteração.  Os arranjos corporativos estão no radar.

Commodities

O petróleo referência Brent opera em queda de 0,42% aos US$43,16 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em queda de 0,12% aos US$40,80 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro segue em alta de 1,78% a US$1.931,30 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em queda de 1,56% a US$107,68 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios de casas de análises e agências internacionais

 

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?