Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Mercados acionários, moedas e agendas neste momento

Data de criação:

access_time 10/08/2020 - 11:13

Data de atualização:

access_time 10/08/2020 - 11:13
format_align_left 5 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta segunda-feira (10/08).

ÁSIA – O índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 0,63% aos 24.377. O índice Xangai, China, ficou em alta de 0,75% aos 3.379. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 0,21% a 2.277. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 1,48% aos 2.386. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,37% aos 38.182. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,51% aos 12.894. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 1,76% aos 6.110. Os mercados no Japão e Singapura estão fechados para feriados.

As bolsas asiáticas fecharam com ganhos nesta segunda-feira, com alguns mercados fechados por feriados. Os investidores analisaram a decisão do presidente Donald Trump, que emitiu ordens executivas para dar isenção de impostos e benefícios provisórios para os desempregados por conta da pandemia de coronavírus. A decisão do presidente se deu com a falta de acordo entre os congressistas sobre o pacote de US$1 trilhão. Em Hong Kong, as ações caíram depois que as autoridades prenderam o magnata da mídia pró-democracia, Jimmy Lai, sob suspeita de conluio com potências estrangeiras. O índice de preços ao consumidor – CPI subiu de 2,5% em junho para 2,7% em julho, já que enchentes comprometeram a agricultura em grande parte do país. Mas os preços ao produtor e o núcleo da inflação, que excluem os preços de alimentos e energia, caíram para a menor baixa em 10 anos de 0,5%, refletindo a fraqueza contínua em meio à pandemia. Os dados são do Governo chinês.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 estava em alta de 0,32% aos 364.73 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,40% aos 6.056 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) segue em alta de 0,27% aos 12.710 pontos; o CAC 40 (Paris) segue em alta de 0,28% a 4.910 pontos; o FTSE-MIB (Milão) segue em alta de 0,51% aos 19.615 pontos; o Ibex 35 (Madri) estava em alta de 0,93% a 7.015 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 0,26% a 4.378 pontos.

As bolsas de ações da Europa dão sinais de fechamento com ganhos nesta segunda-feira. O que se vê são os investidores animados com a decisão do presidente Donald Trump em manter os benefícios aos desempregados. Na região, para o mês de agosto, o índice Geral Sentix para a economia da Zona do Euro subiu 4,8 para menos 13,4 pontos pela quarta vez consecutiva. Os valores da situação atual aumentaram 8,2 pontos, mas ainda estão em recessão em menos 41,3 pontos. Em alta de 19,3 pontos, as expectativas permanecem estáveis e positivas, o que significa que a recuperação econômica deve continuar. Os dados da Alemanha mostraram melhoria pela quarta vez consecutiva, com a situação atual aumentando 10 pontos em relação ao mês anterior, situando-se agora em menos 30,8 pontos. As moedas operam sem direção, com o euro estável a US$1.1782 e a libra em alta de 0,31% a US$1.3093.

ESTADOS UNIDOS – Há pouco, o Dow Jones seguia em alta de 0,83% aos 27.662 pontos; o S&P seguia em alta de 0,19% aos 3.357 pontos; e o Nasdaq seguia em queda de 0,19% aos 10.992 pontos.

A bolsa de Nova York opera sem direção ainda, com poucos minutos de abertura. Os investidores ainda estão analisando as medidas adotadas pelo presidente Donald Trump, com as assinaturas de quatro ordens executivas no fim de semana, incluindo uma que estende os benefícios federais de desemprego para US$ 400, abaixo dos US$ 600, do acordo anterior. A medida do presidente ocorreu pela falta de acordo entre os republicanos e democratas no Congresso. De outro lado, a tensão com a China ficou elevada, com as sanções anunciadas pelo governo chinês a 11 políticos americanos, alguns senadores, em retaliação à decisão de Washington, que na sexta-feira (07) aplicou sanções a 11 autoridades de Hong Kong e China. Republicanos e democratas fracassaram nas negociações em torno do pacote fiscal de US$1 trilhão em resposta aos efeitos da pandemia.

BRASIL: Ibovespa opera em alta de 0,15% aos 102.936 pontos. O dólar comercial segue em queda de 0,64% aos R$5,377 para a venda.

A bolsa de valores de São Paulo opera em ligeira alta, com o radar nos Estados Unidos. O dia é de agenda enfraquecida e sem novidades no Boletim Focus desta segunda-feira. A ata do Copom e os arranjos políticos devem ficar entre os destaques da semana, bem como a temporada de resultados financeiros e as notícias corporativas. O dólar comercial opera em queda e os preços do petróleo estão em campo positivo

Commodities

O petróleo referência Brent opera em alta de 1,73% aos US$45,17 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em alta de 2,38% aos US$42,20 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro segue em alta de 1,02% a US$2.048,70 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios de casas de análises e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?