Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Mercados acionários, moedas e agendas neste momento

Data de criação:

access_time 29/06/2020 - 12:18

Data de atualização:

access_time 29/06/2020 - 12:18
format_align_left 5 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta segunda-feira (29/06).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 1,01% aos 24.301. O índice Xangai, China, ficou em queda de 0,61% aos 2.961. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 0,44% a 1.939. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 2,30% aos 21.995. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 1,17% aos 2.574. O índice Kospi, Seul, ficou em queda de 1,93% a 2.093. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 0,60% os 34.961. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 1,01% aos 11.542. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 1,51% aos 5.815%.

Os mercados acionários da Ásia fecharam com perdas nesta segunda-feira. O temor ocorreu com os resultados ruins da bolsa de Nova York na sexta-feira. O avanço do coronavírus nos Estados Unidos segue despertando mais dúvidas sobre a retomada da economia. No Japão, o valor das vendas comerciais em maio de 2020 foi de 36.513,0 bilhões de ienes, uma redução de 21,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior. A China informou que os lucros das principais indústrias subiram 6% em maio em relação ao ano anterior para 582,3 bilhões de yuans (US $ 82,3 bilhões), isso à medida que a demanda se recuperava e os custos permaneciam relativamente baixos. O resultado seguiu de uma queda de 4,3% em abril. Ainda por lá, o Premier Li Keqiang disse em nota que o país está estudando novas formas de promoção da estabilização do mercado de trabalho, proteção de pequenas empresas e ajuda às empresas. As moedas perderam força para o dólar.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 subia 0,57% aos 360.63 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 1,19% aos 6.234pontos; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em alta de 1,37% a 12.254 pontos; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 0,99% a 4.956 pontos; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 1,87% aos 19.481 pontos; o Ibex 35 (Madri) seguia em alta de 1,48% a 7.285 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 0,50% a 4.381 pontos.

Na Europa, as bolsas de valores dão sinais de fechamento em alta nesta segunda-feira. Os investidores acompanham a disseminação do coronavírus pelo mundo e, em particular, nos Estados Unidos, enquanto analisam as notícias corporativas, políticas e também os indicadores econômicos. O indicador de Sentimento Econômico da União Europeia – uma medida agregada da confiança das empresas e das famílias – subiu para 75,7, ante 67,5 em maio, a maior recuperação já registrada. Hoje, o primeiro-ministro do Reino Unido Boris Johnson prometeu gastar dezenas de bilhões de libras para salvar a economia, construindo hospitais, escolas e conjuntos habitacionais, bem como demais projetos em infraestrutura. A declaração de Johnson foi para o The Mail neste domingo.

ESTADOS UNIDOS: Dow Jones opera em alta de 1,63% aos 25.423 pontos. O S&P opera em alta de 1,00% aos 3.039 pontos. O Nasdaq opera em alta de 0,63% aos 9.821 pontos.

Nos Estados Unidos, os investidores estão operando com apetite para recuperar as perdas da última sexta-feira. O otimismo moderado se dá com dados econômicos e também com o aumento nas ações da Boeing. No entanto, os investidores ainda estavam analisando as declarações das autoridades de saúde divulgados no fim de semana. O coronavírus está avançando em vários estados, com persistência na Flórida, Texas e Califórnia. Nessas regiões, os planos de reabertura e as restrições estão ainda mais rígidas para evitar uma maior disseminação da epidemia.

BRASIL: Ibovespa opera em alta de 1,08% aos 94.846 pontos. O dólar comercial opera em queda de 0,71% aos R$5,426 para a venda.

No Brasil, a bolsa de valores de São Paulo opera em alta, com os investidores se preparando para encerrar o mês de junho com bons resultados no mercado acionário doméstico. Entretanto, o que ainda pesa no desempenho é o cenário político. Já o externo segue no radar, com os Estados Unidos no centro das atenções pelo avanço do coronavírus. Sobre os indicadores, o Boletim Focus de hoje trouxe mais uma projeção de queda no PIB e outro corte na taxa Selic. Ainda em relação à política, o Congresso mantém as discussões para sobre o adiamento das eleições municipais, que já foi aprovado pelo Senado e seguirá em discussão na Câmara. O dólar opera em queda,

Commodities

O petróleo referência Brent opera em alta de 0,98% aos US$41,33 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em alta de 1,30% aos US$39,00 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro segue em alta de 0,33% a US$1.786,40 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em queda de 3,38% a US$99,85 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios de casas de análises e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?