Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Movimentos das bolsas de ações e moedas

Data de criação:

access_time 28/01/2020 - 10:44

Data de atualização:

access_time 28/01/2020 - 10:44
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta terça-feira (28/01/20).

ÁSIA – Na Ásia, ao final, o índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 1,81% a 3.181. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,55% aos 23.215. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em queda de 1,35% a 6.994. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 0,46% aos 40.966. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,24% a 12.118. O índice Kospi, bolsa da Coreia do Sul, caiu 3,09% aos 2.176.

As bolsas asiáticas fecharam em baixa. O índice regional de ações, MSCI Asia Pacific perdeu 0,90% no pregão de hoje, quarta queda consecutiva. Na China, as bolsas de Xangai e de Shenzhen divulgaram comunicado adiando a abertura dos negócios para segunda-feira (03). Originalmente, ambas voltariam a operar na próxima sexta-feira. Já a bolsa de Hong Kong informou hoje que irá retomar os negócios nesta quarta-feira, como estava previsto.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 seguia em alta de 0,31% aos 415.37 em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,47% aos 7.446; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em alta de 0,29% a 13.243; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 0,42% a 5.887; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 1,39% aos 23.742; o Ibex 35 (Madri) seguia em alta de 0,58% a 9.420; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 1,20% a 5.240.

Na Europa, as bolsas dão sinais de fechamento em alta. Em dia de poucos indicadores, os mercados da Espanha reagem ao número do emprego. As moedas estão desencontradas ainda ante o dólar. O coronavírus segue assustando o Velho Continente, com a França e a Alemanha mais exposta. No pano de fundo segue o Brexit, com os preparativos para a saída da União Europeia.

ESTADOS UNIDOS: O Dow Jones (futuros) seguia em alta de 0,49% aos 28.621 pontos. O S&P (futuros) seguia em alta de 0,61% aos 3.259 pontos. O Nasdaq (futuros) seguia em alta de 0,85% aos 9.030 pontos.

Os índices futuros dão sinais de que o dia será de recuperação, depois do tombo forte de Wall Street nesta segunda-feira. Os investidores devem seguir mantendo as atenções nos números de vítimas infectadas pelo coronavírus pelo mundo. Nesta manhã, as autoridades de Hong Kong suspenderam a emissão de vistos de viagens para turistas da China, tentando se proteger da disseminação da nova epidemia. Por fim, os investidores devem também ficar atentos aos balanços trimestrais de grandes empresas americanas, incluindo Apple, Pfizer, e 3M.

BRASIL: O Ibovespa opera em alta de 1,60% aos 116.316 pontos. O dólar comercial segue em queda de 0,29% aos R$4,198 para a venda.

A Bovespa voltou para o azul nesta terça-feira. Os investidores devem manter o radar em Wall Street e, ao mesmo tempo, para as declarações vindas de Brasília. Além disso, os preparativos para a temporada de balanços, as notícias corporativas, bem como o fim da reunião do Federal Reserve, marcada para o meio da tarde desta quarta-feira (29), também estão no foco. Por fim, os investidores também deverão ficar atentos nas declarações do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que participa de um seminário em São Paulo. O dia é de poucos indicadores. O dólar segue recuado. Neste momento, as autoridades de saúde do Brasil iniciaram entrevista coletiva em Brasília, DF, sobre o coroanvírus e as medidas que estão sendo adotadas em território nacional para evitar o contágio. O Brasil tem apenas um caso suspeito em Minas Gerais, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Commodities

O petróleo referência Brent segue em alta de 0,82% a US$59,33 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI segue em alta de 0,55% aos US$53,43 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?