Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Movimentos das bolsas de ações e moedas

Data de criação:

access_time 13/01/2020 - 10:33

Data de atualização:

access_time 13/01/2020 - 10:33
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta segunda-feira (13/01/20).

ÁSIA – Na Ásia, ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 1,11% a 28.954 e o índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,36% a 1.822. O índice Xangai ficou em alta de 0,75% a 3.115. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,15% a 3.251. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,37% a 6.903. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 1,04% a 2.229. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,62% aos 41.859. O índice regional MSCI Asia Pacific subiu 0,20% no pregão de hoje. O Japão ficou fechado com feriado.

Os mercados asiáticos fecharam, na maioria, com ganhos. A expectativa se dá com a assinatura do acordo comercial entre a China e os Estados Unidos ainda essa semana. A delegação chinesa, comandada pelo vice-primeiro-ministro, Liu He, é esperada hoje em Washington, DC. Na região, a agenda está vazia e o Japão em feriado.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 seguia em queda de 0,08% aos 418,82 em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,33% aos 7.613; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em queda de 0,08% a 13.472; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 0,11% a 6.043; o FTSE-MIB (Milão) seguia em queda de 0,34% aos 23.938; o Ibex 35 (Madri) seguia em queda de 0,24% a 9.550; e o PSI-20 (Lisboa) seguia estável a 5.257.

Na Europa, os mercados acionários dão sinais de fechamento sem direção única nesta segunda-feira. Além do acordo entre China e Estados Unidos, o foco fica para a reunião do Banco da Inglaterra, BoE, que deu sinais na semana passada de que poderá adotar programa de estímulos e corte na taxa de juros. O clima pesado na realeza e o Brexit estão ganhando força no Reino Unido. Na agenda da região foram divulgados indicadores.

ESTADOS UNIDOS: O Dow Jones (futuros) seguia em alta de 0,30% aos 28.862 pontos. O S&P (futuros) seguia em alta de 0,29% aos 3.274 pontos. O Nasdaq (futuros) seguia em alta de 0,40% aos 9.014 pontos.

Os futuros de ações de Nova York operam em alta. No radar devem permanecer o conflito geopolítico no Oriente Médio e Estados Unidos, a assinatura do acordo comercial “Fase 1” e declarações do presidente Donald Trump. A agenda local está vazia. O índice DXY opera com valorização de 0,08% aos 97,43 pontos.

BRASIL: O Ibovespa opera em alta de 0,54% aos 116.130 pontos. O dólar comercial segue em alta de 0,71% aos R$4,123 para a venda.

A bolsa de valores de São Paulo abriu no azul nesta segunda-feira. O foco segue para os Estados Unidos e o acordo comercial, bem como para novas declarações do presidente Donald Trump sobre a situação do Irã. Na semana serão divulgados três dados de peso: vendas do comércio, produção de serviços e IBC-Br. Hoje, na agenda doméstica, o BCB apresentou o Boletim Focus, a FIPE mostrou o IPC.

Commodities

O petróleo referência Brent segue em queda de 0,07% a US$67,70 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI segue estável aos US$59,08 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em alta de 2,14% aos US$95,93 a tonelada seca e com 62% de pureza.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?