Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Movimentos das bolsas de ações e moedas

Data de criação:

access_time 09/12/2019 - 11:06

Data de atualização:

access_time 09/12/2019 - 12:06
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta segunda-feira (09/12/19).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou estável a 26.494 e o índice Shenzhen Composite ficou estável a 1.640. O índice Xangai ficou em alta de 0,08% a 2.914. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,33% aos 23.430. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,47% a 3.179. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,34% a 6.730. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,33% a 2.088. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,10% aos 40.487. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,44% a 11.660.

Na Ásia, as bolsas da região fecharam divididas nesta segunda-feira. Os investidores mantiveram as atenções nos dados econômicos da China e do Japão. Entretanto, o ponto de interrogação segue na relação comercial China- Estados Unidos. O dia foi de agenda enfraquecida para as demais regiões asiáticas. Já a Coreia do Norte voltou a fazer testes com mísseis e isto pode provocar novo momento de tensão na região asiática.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 seguia em queda de 0,26% aos 406.29 em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em queda de 0,10% aos 7.232; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em queda de 0,22% a 13.138; o CAC 40 (Paris) seguia em queda de 0,54% a 5.840; o FTSE-MIB (Milão) seguia em queda de 1,35% aos 22.867; o Ibex 35 (Madri) seguia em queda de 0,17% a 9.367; e o PSI-20 (Lisboa) caía 0,36% a 5.154.

Na Europa, pesaram os fracos dados sobre o setor externo da China, realimentando as preocupações com a desaceleração da atividade global. Porém, com a proximidade das eleições no Reino Unido, as atenções se voltam para o desempenho do Partido Conservador, que está à frente e com os britânicos se organizando para a definição do Brexit. Com isso, a libra segue disparando ante o dólar. Na região foram apresentados os números da balança comercial da Alemanha e também o sentimento do Consumidor europeu.

ESTADOS UNIDOS: O Dow Jones (futuros) estava em queda de 0,07% aos 27.995 pontos. O S&P (futuros) estava em queda de 0,08% aos 3.143 pontos. O Nasdaq (futuros) seguia em queda de 0,13% a 8.389 pontos.

Os índices futuros da bolsa de Nova York operam em baixa e os juros dos Treasuries caem nesta manhã. Os dados da balança comercial da China, que acusa os impactos da prolongada da guerra comercial, estão tirando o apetite para o risco. O dia é de agenda vazia, mas com as expectativas elevadas para a reunião do Federal Reserve, que começa a reunião de política monetária amanhã (10), a última de 2019. Com na Ásia, os testes com mísseis pela Coreia do Norte podem provocar nova tensão geopolítica.

BRASIL: O Ibovespa opera em alta de 0,09% aos 111.230 pontos. O dólar comercial segue em queda de 0,22% aos R$4,154 para a venda.

No mercado doméstico, os investidores devem permanecer alternando as posições. Os números da balança comercial da China estão no foco. Entretanto, as projeções mais positivas do Boletim Focus para a economia doméstica devem promover as compras. Além disso, o Banco Central do Brasil – BCB, que começa a reunião de política monetária amanhã como o banco central dos Estados Unidos, e a divulgação do Índice de Atividade Econômica – IBC-BR, que será publicado na sexta-feira, também já estão gerando expectativas entre os investidores.

Commodities

O petróleo referência Brent segue em queda de 0,64% a US$67,92 o barril negociado na bolsa de Futuros de Londres.

O petróleo WTI segue em queda de 1,17% aos US$58,51 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em alta de 5,47% aos US$93,93 a tonelada seca e com 62% de pureza.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?