Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Movimentos das bolsas de ações e moedas

Data de criação:

access_time 10/12/2019 - 12:56

Data de atualização:

access_time 10/12/2019 - 13:56
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta terça-feira (10/12/19).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 0,22% a 26.436 e o índice Shenzhen Composite ficou em alta de 0,38% a 1.646. O índice Xangai ficou em alta de 0,10% a 2.917. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,09% aos 23.410. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,53% a 3.179. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,34% a 6.706. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,45% a 2.098. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 0,61% aos 40.239. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,28% a 11.627.

Na Ásia, as bolsas de ações fecharam sem direção. O índice MSCI Asia Pacific encerrou o pregão com queda de 0,20%. Na China, dados oficiais mostraram que a taxa anual de inflação ao consumidor saltou de 3,8% em outubro para 4,5% em novembro, atingindo o maior nível desde janeiro de 2012. O índice de preços ao produtor, por sua vez, teve queda anual de 1,4% em novembro. Em dia de agenda enfraquecida, as atenções permanecem nas decisões do Federal Reserve e também no acordo comercial com os Estados Unidos.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 seguia em queda de 0,23% aos 405.46 em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em queda de 0,25% aos 7.216; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em queda de 0,32% a 13.064; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 0,17% a 5.847; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 0,80% aos 23.141; o Ibex 35 (Madri) seguia em queda de 0,21% a 9.335; e o PSI-20 (Lisboa) caía 0,08% a 5.157.

Na Europa, os mercados estão caminhando para o fechamento sem direção. Além da reunião do Fed nos Estados Unidos, as atenções se voltam também para as declarações da nova presidente Do anco Central Europeu, Christine Lagarde, na próxima quinta-feira. O euro recua e a libra avança com a eleição geral no Reino Unido.

ESTADOS UNIDOS: O Dow Jones estava em alta de 0,05% aos 27.923 pontos. O S&P estava em alta de 0,12% aos 3.139 pontos. O Nasdaq seguia em alta de 0,25% a 8.643 pontos.

Nos Estados Unidos, os mercados estão operando com ligeiros ganhos. As atenções estão todas voltadas para o Fed. O dia é de poucos indicadores, o que contribui também para que os investidores mantenham o foco em notícias corporativas.

BRASIL: O Ibovespa opera em queda de 0,38% aos 110.559 pontos. O dólar comercial segue em alta de 0,42% aos R$4,146 para a venda.

O Ibovespa segue devolvendo os ganhos, com os investidores atentos para  fim da reunião do Banco Central do Brasil, bem como para o Fed. Em todos os mercados, a tensão sobre as discussões comerciais entre os Estados Unidos e a China permance.

Commodities

O petróleo referência Brent segue em alta de 0,06% a US$68,34 o barril negociado na bolsa de Futuros de Londres.

O petróleo WTI segue em alta de 0,34% aos US$59,20 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em queda de 0,38% aos US$93,57 a tonelada seca e com 62% de pureza.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?