Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Movimentos das bolsas de ações e moedas

Data de criação:

access_time 18/12/2019 - 12:45

Data de atualização:

access_time 18/12/2019 - 13:45
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta quarta-feira (18/12/19).

ÁSIA – Na Ásia, ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,15% a 27.884 e o índice Shenzhen Composite ficou estável a 1.709. O índice Xangai ficou em queda de 0,18% a 3.017. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,55% aos 23.934. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,27% a 3.209. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou estável a 6.851. O índice Kospi, Seul, ficou em estável a 2.194. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,50% aos 41.558. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,21% a 12.122.

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única. O índice MSCI Asia Pacific ficou estável, com queda de -0,55%. A agenda da região estava vazia, com os investidores ajustando a atentos para notícias corporativas. Os ganhos de Wall Street na sessão de ontem ficaram no radar.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 seguia em alta de 0,11% aos 415.37 em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,19% aos 7.540; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em queda de 0,31% a 13.246; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 0,06% a 5.972; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 0,10% aos 23.655; o Ibex 35 (Madri) seguia em alta de 0,28% a 9.643; e o PSI-20 (Lisboa) seguia estável a 5.217.

Na Europa, as bolsas estão fechando sem direção. Os dados econômicos da Zona do Euro e da União Europeia, em especial a inflação, também estão no radar. Já na Alemanha, o dado de confiança Ifo subiu em dezembro para 96,3 (contra expectativa de 95,5). O primeiro ministro britânico afirmou que a saída do Reino Unido da União Europeia ocorrerá até o final de 2020, com ou sem acordo. As moedas estão estressadas.

ESTADOS UNIDOS: O Dow Jones estava em alta de 0,09% aos 28.291 pontos. O S&P seguia estável aos 3.194 pontos. O Nasdaq seguia estável a 8.827 pontos.

A bolsa de Nova York está operando perto da estabilidade. O noticiário político está no foco, bem como o corporativo. Hoje, por exemplo, a Fiat Chrysler Automobiles e a Peugeot oficializaram uma joint-venture para formar a 3ª maior do setor automobilístico do mundo. Além disso, estão previstas declarações de membros do Federal Reserve. A agenda local estava praticamente vazia.

BRASIL: O Ibovespa opera em alta de 0,49% aos 113.165 pontos. O dólar comercial segue em alta de 0,20% aos R$4,066 para a venda.

No Brasil, a inflação veio acima do esperado, com o IPC-FIPE da 2ª semana acima de 1,13% contra expectativa de 0,86% enquanto o IGP-M 2º decêndio ficou em 2,06% contra 1,83% de mediana de projeções. Ruídos dão conta de que o Governo Federal poderá mexer com mais impostos para re maiores faixas do IR ou sobre riqueza, para atingir as camadas mais altas da população). A bolsa brasileira está em alta, com o bom ambiente internacional para ativos de risco. O real segue em alta.

Commodities

O petróleo referência Brent segue em queda de 0,37% a US$70,59 o barril negociado na bolsa de Futuros de Londres.

O petróleo WTI segue em queda de 0,75% aos US$60,46 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em queda de 0,92% aos US$93,20 a tonelada seca e com 62% de pureza.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?