Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Inflação americana pesa nos mercados asiáticos

Data de criação:

access_time 13/05/2021 - 10:48

Data de atualização:

access_time 13/05/2021 - 10:48
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O mau humor tomou conta dos investidores asiáticos nesta quinta-feira (13/05). O resultado negativo dos mercados nas negociações do dia anterior pesou no desempenho. A forte aversão ao risco foi puxada pelo indicador de inflação dos Estados Unidos.

Índices: o Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 1,81% aos 27.718. O Xangai, China, ficou em queda de 0,96% aos 3.429. O Shenzhen Composite ficou em queda de 0,81% aos 2.253 e o ChiNext (ETF) ficou em queda de 0,65%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 2,49% aos 27.448. O índice Topix ficou em queda de 1,54% aos 1.849. O XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,88% aos 6.982. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 1,25% aos 3.122. O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 1,46% aos 15.670.

Na China, os preços das commodities corrigiram, depois do resultado da inflação dos Estados Unidos. O preço do minério de ferro, que chegou a cair quase 10%, terminou o pregão com recuo de 3,6%, depois do ganho de 20% na última semana. O índice geral de commodities da Bloomberg caía 1,58%, com recuos de 1,19% na soja, queda de 0,57% no ouro e queda de 0,14% no cobre.

Ainda na China, os dados de empréstimos bancários caíram. Os bancos concederam 1,47 trilhão de yuans (US $ 227,91 bilhões) em novos empréstimos em yuans em abril, ante março, abaixo das expectativas dos analistas.

No Japão, o índice Nikkei escorregou com o SoftBank Group e as ações de tecnologia devolvendo. A inflação dos Estados Unidos também pesou.

Entre as ações com ganhos no Nikkei 225 ficaram as da Asahi Kasei, alta de 5,11%, UBE Industries, alta de 5,64%, e o Shizuoka Bank, alta de 2,46%. Na contramão ficaram as ações Nexon, queda de 14,35%, as da Sumitomo Osaka, queda de 7,23%, as da Hitachi, queda de 5,14%, e do SoftBank Group, queda de 7,8%.

*Tradução ID com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?