Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercado Secundário de Renda Fixa teve um dos piores resultados desde maio de 2017

Data de criação:

access_time 09/03/2020 - 20:42

Data de atualização:

access_time 09/03/2020 - 20:42
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O mercado secundário de renda fixa teve hoje um dos piores resultados desde 18 de maio de 2017, data em que a economia foi impactada com o surgimento de áudios envolvendo o então presidente da República Michel Temer em denúncias de corrupção. Os indicadores do Índice de Mercado ANBIMA (da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) apresentaram queda nas rentabilidades. O IMA-Geral, que reflete a média da trajetória dos títulos públicos, recuou 0,80%, acumulando perda de 0,58% no mês.

Os indicadores que refletem o desempenho das NTN-Bs apresentaram as maiores baixas: o IMA-B, que acompanha a média de retorno desses papéis teve perda de 2,18%. Já o IMA-B 5+, que expressa a carteira acima de cinco anos, caiu 3,38%. No mês, esses subíndices têm retornos negativos de 1,91% e de 3,32%, respectivamente.

A variação média dos prefixados, representada pelo IRF-M, foi de 0,57%. Já os títulos com vencimentos maiores do que um ano, representados pelo IRF-M 1+, chegaram a 0,85%. Em março, as quedas acumuladas desses subíndices são de 0,20% e de 0,37%.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?