Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados asiáticos ficam no azul com expectativa com eleição nos EUA

Data de criação:

access_time 03/11/2020 - 09:24

Data de atualização:

access_time 03/11/2020 - 11:05
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas asiáticas fecharam em campo positivo nesta terça-feira. A euforia nos mercados da região se dá com as eleições nos Estados Unidos. As pesquisas revelando que o candidato Democrata, Joe Biden, está à frente do presidente Donald Trump (Republicano) seguiram alimentando o humor dos investidores, em especial os da China.

Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em alta de 1,96% aos 24.939 pontos. O índice Xangai, China, ficou em alta de 1,42% aos 3.271. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,43% a 2.255 e o ChiNext ficou em queda de 1,47%. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 2,21% aos 2.497. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 1,27% aos 40.261.  O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 1,93% aos 6.066. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 1,88% a 2.343 pontos. O índice Taiex, bolsa de Seul, ficou em alta de 1,15% aos 12.736 pontos. Os mercados do Japão não operaram com feriado.

Os dados do PMI dos Estados Unidos, juntamente com os da China, pesaram também no desempenho dos mercados nesta sessão.

Do lado político americano, a leitura, segundo analistas, é que com a vitória de Joe Biden a pressão sobre a China seja aliviada.

Nesta terça-feira, as moedas emergentes da Ásia também avançaram em relação ao dólar americano. Na região, o índice de ações da MSCI na Ásia, exceto o Japão, ficou em alta de 0,98%.

Em Sydney, o índice subiu com o Banco da Reserva da Austrália cortando a taxa de juros em 0,15 ponto percentual para uma baixa recorde de 0,1%. O corte nas taxas era esperado.

Na região, o Japão vai apresentar indicadores essa noite.

*Tradução ID com relatórios oficiais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?