Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados asiáticos ficam no vermelho com coronavírus no foco

Data de criação:

access_time 30/03/2020 - 08:14

Data de atualização:

access_time 30/03/2020 - 08:14
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de valores da Ásia fecharam em campo negativo nesta segunda-feira. O temor voltou a tomar conta dos investidores com os sinais de que a pandemia poderá demorar ainda mais tempo que o projetado. O Banco do Povo da China voltou a mexer na taxa de juros.

Ao final, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou em queda de 1,32% a 23.175 e o índice Shenzhen Composite ficou em queda de 2,11% a 1.657. O índice Xangai ficou em queda de 0,90% a 2.747. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 4,45% a 2.416. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 7,00% a 5.181. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 1,57% aos 19.084. O índice Kospi, Seul, ficou estável a 1.717. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 4,61% os 28.440. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,72% aos 9.629.  O índice MSCI Asia Pacific caiu 0,8%.

Os danos aos lucros corporativos, o principal fator dos preços das ações, permanecem incertos. Pouquíssimas empresas se atreveram a emitir previsões para capturar os danos, embora os comerciantes estejam buscando resultados desanimadores nas próximas semanas, com o início da temporada de relatórios de ganhos. Muitas empresas simplesmente retiraram completamente suas previsões de lucro.

O esforço para obter alívio financeiro ganhou urgência à medida que o surto se amplia. O número de casos nos Estados Unidos já ultrapassou os da China e da Itália, subindo para mais de 142 mil casos conhecidos, de acordo com a Universidade Johns Hopkins. O total mundial superou 721 mil, e o número de mortos subiu para quase 34 mil, enquanto mais de 151 mil se recuperaram.

Na China, as bolsas locais fecharam em baixa apesar de um novo corte de juros pelo Banco do Povo da China – PBoC. As taxas de juros de operações de recompras (repo) reversas com prazo de sete dias foram reduzidas de 2,4% para 2,2%. O PBoC fez, também, uma injeção de liquidez de 50 bilhões de yuans (US$ 7,5 bilhões) no sistema financeiro.

O índice Kospi ficou praticamente estável em Seul, depois que o governo da Coreia do Sul anunciou que está planejando orçamento suplementar para combater os efeitos do coronavírus.

Na Austrália, o índice disparou depois que o governo prometeu mais estímulo econômico.

Na região, a agenda estava vazia.

Tradução ID de relatórios oficiais e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?