Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados asiáticos ficam sem direção com atenção para a COVID-19

Data de criação:

access_time 23/03/2020 - 09:49

Data de atualização:

access_time 23/03/2020 - 09:49
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de valores da Ásia fecharam sem direção, sendo que a maioria com perdas expressivas, como a da Índia. Já a bolsa de Tóquio, que volta do feriado de sexta-feira, fechou no azul. Além disso, a Austrália anunciou novo pacote de medidas emergenciais e aporte pelo Banco Reserve.

Ao final, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou em queda de 4,86% a 21.696 e o índice Shenzhen Composite ficou em queda de 4,26% a 1.631. O índice Xangai ficou em queda de 3,11% a 2.660. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 7,35% a 2.233. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em queda de 5,62% a 4.546. O índice Kospi, Seul, ficou em queda de 5,34% a 1.482. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 13,15% os 25.981. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 3,73% aos 8,890. O índice regional de ações MSCI Asia Pacific caiu 2,9%.

Os mercados reabriram para um cenário de negócios alterado, à medida que os bloqueios e fechamentos destinados a impedir a expansão do novo coronavírus se expandiam no fim de semana. O número de pessoas infectadas ultrapassa os 335 mil no mundo.

Um forte aumento de casos e mortes na região, especialmente no sudeste da Ásia, também aumentou o nível de alarme.

O índice Nikkei 225 do Japão ficou em alta na volta do feriado de sexta-feira, com os investidores atentos para a possibilidade de o Comitê Olímpico Internacional adiar os Jogos de Tóquio.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, reconheceu que um adiamento pode ser inevitável, já que Canadá e Austrália aumentaram a pressão dizendo que não enviariam atletas para Tóquio com esse cenário de pandemia. A proposta da Austrália aponta para um adiamento de um ano.

O índice de Sydney mergulhou, com a Austrália anunciando um pacote de estímulo de 66,4 bilhões de dólares australianos (US $ 38,5 bilhões) neste domingo. Isso além de um pacote anterior de US $ 10 bilhões e outros estímulos do banco central.

A agenda local estava vazia.

Tradução ID de agências internacionais e relatórios oficiais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?