Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados asiáticos reagem com expectativa de acordo comercial

Data de criação:

access_time 11/12/2019 - 09:58

Data de atualização:

access_time 11/12/2019 - 10:58
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Parte das bolsas asiáticas fechou em alta nesta quarta-feira. A animação, mesmo que pequena, partiu de mais uma declaração do presidente dos Estados Unidos Donald Trump de que pode adiar o aumento das tarifas em US $ 160 bilhões em produtos chineses marcadas para vigorar no dia 15.

Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,79% a 26.645 e o índice Shenzhen Composite ficou em queda de 0,44% a 1.639. O índice Xangai ficou em alta de 0,24% a 2.924. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,08% aos 23.391. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,32% a 3.172. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,68% a 6.752. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,36% a 2.105. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,43% aos 40.412. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,63% a 11.700.

O chefe de gabinete interino da Casa Branca, Mick Mulvaney, disse aos participantes da cúpula do Conselho do CEO do Wall Street Journal, em Washington-DC, na noite de terça-feira, que tarifas adicionais de 15% sobre bens de consumo da China “ainda estão sobre a mesa” e podem ser aplicadas em 15 de dezembro mesmo quando estão sendo feitos progressos em direção ao acordo “Fase1”. O assessor econômico de Trump, Larry Kudlow, também disse que novas tarifas “ainda estão sobre a mesa”.

Para hoje, todos as atenções estão voltadas para a decisão do Federal Reserve, que termina a reunião de política monetária no meio desta tarde. A maioria acredita que o Fed vai manter a estabilidade nas taxas.

Em Hong Kong, entre as ações com ganhos ficaram as da AAC Tecnologies Holdings, alta de 3,45%, as da China Resources Land, ganho de 0,85% e as da China Life Insurance Co, ganho de 0,45%.

Em Tóquio, as ações Nippn Suisan Kaisha subiram 3,4%, Hitachi Zosen Corp subiram 2,95% e as da Sumco Corp ganharam 4,16%. Na contramão ficaram as ações da Hitachi Ltda, queda de 2,53%, as da Eisai Co em queda de 2,35% e as da IHI Corp perderam 2,24%.

No Japão, o índice de confiança que cobre empresas capitalizadas em Y1 bilhão (US $ 9 milhões) ou mais ficou em menos 6,2% no quarto trimestre de 2019, significativamente abaixo de 1,1% no trimestre anterior, de acordo com uma pesquisa conjunta do Ministério das Finanças e Gabinete do Gabinete. O índice é calculado subtraindo a porcentagem de firmas que relatam condições de piora daquelas que observam melhorias.

No Japão, o Índice de Preços ao Produtor subiu 0,2% em relação ao mês anterior. O Índice de Preços de Exportação (moeda do contrato) caiu 0,3% em relação ao mês anterior. O Índice de Preços de Importação (moeda do contrato) caiu 0,3% em relação ao mês anterior. Os números são do Banco Central do Japão.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?