Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados da Ásia fecham sem direção com China no destaque

Data de criação:

access_time 21/12/2020 - 10:17

Data de atualização:

access_time 21/12/2020 - 10:17
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações da Ásia fecharam sem direção nesta segunda-feira (21). Os investidores analisaram os desempenhos dos demais e, principalmente, os mercados da China com as promessas de estímulos do governo.

Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em queda 0,72% aos 26.306 pontos. O índice Xangai, China, ficou em alta de 0,76% aos 3.420. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,87% a 2.304 e o ChiNext (ETF) ficou em alta de 2,12%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,18% aos 26.714. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,09% aos 2.846. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 3,00% aos 45.553. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,08% aos 6.669. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,23% a 2.778 pontos. O índice Taiex, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,95% aos 14.384 pontos.

As declarações de Pequim sobre os estímulos para sustentar a economia deram fôlego aos investidores nesta segunda-feira. O governo chinês considerou apoio político para sua recuperação econômica em 2021.

A Conferência Anual de Trabalho Econômico Central, uma reunião dos principais líderes e formuladores de políticas para traçar o curso da economia em 2021, está sendo observada por investidores. As especulações apontam para mudanças nas políticas em meio à aceleração do crescimento e depois de uma queda induzida pelo coronavírus no início deste ano, escreveu a Reuters.

As ações japonesas fecharam em baixa, com os investidores atentos aos aumentos de casos domésticos de coronavírus e o surgimento de uma nova cepa do vírus na Grã-Bretanha.

Nesta sessão, as ações do SoftBank Group subiram 1,7%, depois que uma notícia deu conta de que o Vision Fund da empresa está se preparando para levantar entre US $ 500 milhões e US $ 600 milhões por meio de uma Oferta Pública Inicial de sua primeira empresa de aquisição de propósito específico.

*Tradução ID de relatórios e agências internacionais e Reuters

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?