Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados da Ásia ficam divididos entre os ganhos e a estabilidade

Data de criação:

access_time 19/04/2021 - 10:30

Data de atualização:

access_time 19/04/2021 - 10:30
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações asiáticas ficaram divididas entre os ganhos e a estabilidade nesta segunda-feira (19/04). O dia foi de agenda enfraquecida, com os investidores analisando os desempenhos corporativos. As ações das empresas de tecnologia e turismo ficaram com ganhos.

Índices: o Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em alta de 0,47% aos 29.685. O Xangai, China, ficou em alta de 1,49% aos 3.477. O Shenzhen Composite ficou em alta de 2,44% aos 2.274 e o ChiNext (ETF) ficou em alta de 4,03%. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou estável aos 29.685. O Topix caiu 0,22% aos 1.956. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em queda de 1,81% aos 47.949. O XJO, bolsa de Sidney, ficou estável aos 7.065. O Kospi, bolsa de Seul, ficou estável aos 3.198. O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,61% aos 17.263. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,25% aos 3.209.O índice regional MSCI Asia Pacific subiu 0,20%.

Os investidores estão atentos ao avanço no setor de turismo chinês, projetando crescimento nas viagens na China nos próximos meses, sobretudo a partir do feriado do Dia do Trabalho em Maio.

Na Índia, o índice da bolsa de Mumbai escorregou com a capital Delhi impondo um bloqueio para conter o aumento de casos de coronavírus.

No Japão, depois de muita volatilidade, o índice Nikkei ficou estável. Os investidores ficaram atentos na decisão do governo de Tóquio de declarar estado de emergência, por conta do aumento das infecções por Covid-19 na região.

No Japão, o valor dos embarques para o exterior aumentou 16,1% em relação ao ano anterior, liderado pelas exportações de automóveis, plásticos e metais não ferrosos, informou o Ministério das Finanças na segunda-feira. Economistas previam alta de 11,4%. A moeda caiu cerca de 4% em relação ao dólar no mês passado, aumentando o valor de lucros repatriados.
*Tradução ID com Reuters Internacional

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?