Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados da Ásia ficam sem direção e FMI puxa o bom humor

Data de criação:

access_time 07/04/2021 - 10:05

Data de atualização:

access_time 07/04/2021 - 10:05
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações da Ásia fecharam divididas nesta quarta-feira (07/04). Os investidores acompanharam os desempenhos dos demais mercados nas negociações de ontem. As projeções do Fundo Monetário Internacional – FMI para o crescimento da economia global também renovaram as disposições para as compras.

Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em queda de 0,91% aos 28.674 pontos. O índice Xangai, China, ficou em queda de 0,10% aos 3.479 pontos. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 0,36% aos 2.258 pontos e o ChiNext (ETF) ficou em queda de 1,00%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,12% aos 29.730. O índice Topix subiu 0,67% aos 1.967. O índice Sensex, bolsa de Mombai, ficou em alta de 0,94% aos 49.661 pontos. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,61% aos 6.928. O índice Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,33% aos 3.137. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,45% aos 16.815 pontos. A bolsa de Singapura não operou com feriado.

Na China, o índice Xangai Composto apurou queda discreta. Hong Kong, que voltou a operar após um feriado prolongado, encerrou o pregão em baixa.

No Japão, o índice Nikkei teve alta moderada, depois de uma queda forte nos últimos dias. As ações de fabricantes de eletrônicos subiram depois que a Toshiba Corp recebeu uma proposta para fechar um negócio de US $ 20 bilhões da empresa de private equity CVC Capital Partners para torná-la privada, disse uma pessoa familiarizada com o assunto. O conglomerado industrial japonês enfrenta pressão de acionistas para melhorar a governança, escreveu a Reuters internacional.

Ontem, em reunião anual, o Fundo Monetário Internacional – FMI elevou sua previsão de crescimento global para 6% este ano, a anterior era de 5,5%.

*Tradução ID de agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?