Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados da Ásia reagem com bancos centrais

Data de criação:

access_time 11/06/2021 - 10:02

Data de atualização:

access_time 11/06/2021 - 10:02
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os bolsas da Ásia fecharam com ganhos nesta sexta-feira (11/06). A reação ocorreu com os dados econômicos dos Estados Unidos afastando, pelo menos neste momento, a possibilidade de uma mudança na política monetária por parte do Federal Reserve. Além disso, o Banco Central Europeu afirmou que pretende manter ou elevar o programa de estímulo econômico. Na mesma linha ficou o Banco do Povo da China.

Índices: o Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,36% aos 28.842. O Xangai, China, ficou em queda de 0,58% aos 3.589. O Shenzhen Composite ficou em queda de 0,60% aos 2.407 e o ChiNext (ETF) ficou em alta de 0,45%. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em alta de 0,33% aos 52.474. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou estável aos 28.948. O índice Topix ficou em queda de 0,14% aos 1.954. O XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,13% aos 7.312. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,77% aos 3.249. O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,32% aos 17.213. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,14% aos 3.157.

As ações da China devolveram as altas. Os investidores avaliaram a oferta de crédito desacelerando em maio. Hoje, o presidente do Banco do Povo da China disse que a inflação estava “sob controle” e a política monetária será mantida. A fala também deu alívio aos negociadores depois do aumento mais rápido nos preços de fábrica em 12 anos.

Por fim, o alerta sobre a contaminação por coronavírus foi reforçada com o país entrando em feriado de três dias pelo Festival do Dragão, que começa amanhã (12/06).

No Japão, os índices ficaram divididos entre a estabilidade e a alta, com ações de bancos e empresas imobiliárias.

Entre o destaque do setor corporativo ficou a Toshiba Corp, queda de 1,59%, depois que uma investigação descobriu que a empresa e o governo conspiraram para convencer os investidores estrangeiros a seguirem os desejos da atual administração, conforme a Reuters.

Por fim, o Japão segue se debatendo com a pandemia, depois que as autoridades de saúde declararam a contaminação pela quarta onda da Covid-19.

Entre as ações com ganhos na bolsa de Hong Kong ficaram as da PetroChina, alta de 3,78%, as da China Petroleum & Chemical, alta de 2,17%, as da Meituan, alta de 3,09%, as da AAC Technologies, alta de 1,95%, e as da Shenzhou International, alta de 1,75%. Na contramão ficaram as ações da Sino Biopharmaceutical, queda de 2,01%, as da China Mengniu, queda de 1,63%, as do Alibaba Group, queda de 1,16%, e as Tencent Holdings, queda de 0,75%.

*Tradução ID com relatórios e agências

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?