Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercados da Ásia subiram com balanços e atenção no Fed

Data de criação:

access_time 28/04/2021 - 10:09

Data de atualização:

access_time 28/04/2021 - 10:09
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas da Ásia fecharam com ganhos nesta quarta-feira (28/04). Os investidores saíram comprando motivados pelos balanços financeiros, mas com o radar no final da reunião do Federal Reserve. A Índia segue lutando contra a Covid-19.

Índices: o Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou ficou em alta de 0,45% aos 29.071. O Xangai, China, ficou em alta de 0,42% aos 3.457. O Shenzhen Composite ficou em alta de 0,83% aos 2.300 e o ChiNext (ETF) ficou em alta de 2,16%. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,21% aos 29.053. O Topix subiu 0,29% aos 1.909. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em alta de 1,61% aos 49.733. O XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,44% aos 7.064. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 1,06% aos 3.181. O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,16% aos 17.567. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,16% aos 3.219. O índice MSCI Asia Pacific fechou em leve queda, 0,10%.

Na China, as ações das montadoras ajudaram os índices. Como nos demais mercados, os investidores aguardam o final da reunião do Federal Reserve e também a provável reunião do Politburo no final desta semana.

No Japão, os índices subiram com os resultados corporativos e com as ações das empresas de tecnologia. Porém, a cautela com o avanço da Covid-19 segue preocupando as autoridades.

Na Índia, a bolsa de valores subiu com as ações financeiras e automotivas. Os balanços financeiros estão positivos, com a fabricante de motocicletas TVS Motor registrando sua melhor sessão em mais de um ano e meio, segundo a Reuters.

Apesar do bom desempenho dos mercados, o país enfrenta uma de suas piores crises de saúde com o coronavírus sobrecarregando  o sistema. Novas medidas restritivas foram anunciadas. As autoridades de Maharashtra, capital financeira Mumbai, disseram que podem estender o lockdown até meados de maio.

No Japão, em março, as vendas comerciais ficaram em 50,554 bilhões de ienes, alta de 3,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Olhando para o atacado e o varejo, o comércio ficou em 37,56 trilhões de ienes, alta de 2,4% em relação ao ano anterior.

O comércio varejista ficou em 13.489 bilhões de ienes, alta de 5,2% com relação ao ano anterior. O aumento das vendas comerciais, em relação ao mês anterior, com ajuste sazonal, ficou em 4,2%. A indústria de atacado cresceu 4,7% ano-a-ano, e a indústria de varejo cresceu 1,2% ano-a-ano. Os dados são do Governo do Japão.

*Tradução ID com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?