Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Petróleo dispara e ações das aéreas recuam com tensão EUA e Irã-Iraque

Data de criação:

access_time 03/01/2020 - 10:34

Data de atualização:

access_time 03/01/2020 - 11:34
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As ações das companhias aéreas estão despencando nesta sexta-feira na bolsa de Nova York. Os resultados são as consequências do ataque aéreo dos Estados Unidos, por determinação do presidente Donald Trump, que matou o vice-comandante da força de elite iraniana Al-Quds, general Qassem Soleimani. As ações das companhias aéreas estão caindo forte os preços do petróleo estão disparando.

As ações da American Airlines Group Inc caíam 3,1%, as da Delta Air Lines Inc caíam 2,5%, as da JetBlue Airways Corp caíam 2,1%, as da United Airlines Holdings Inc caíam 2,5%, as da SouthWest Airines Co caíam 2,8% e as da Alaska Air Group Inc caíam 1,8%.

Os recuos das ações estão diretamente ligados aos contratos futuros de petróleo, que estão subindo forte, já que aumentam os custos de combustíveis e isso pode reduzir as margens. Ao final, os preços podem ser repassados aos consumidores.

O petróleo referência Brent estava em alta de 4,38% a US$71,25 o barril negociado na bolsa de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em alta de 3,87% aos US$63,53 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

Neste momento, o Dow Jones (futuros) recuava 0,81% aos 28.603; o S&P (futuros) estava em queda de 0,99% aos 3.226; e o Nasdaq (futuros) perdia 1,16% aos 8.788.

Tradução ID com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?