Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Resumo de Empresas da Guide Investimentos

Data de criação:

access_time 05/05/2020 - 11:47

Data de atualização:

access_time 05/05/2020 - 11:47
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A Guide Investimentos destacou os principais acontecimentos no setor corporativo para esta terça-feira.

B2W:

A companhia conclui acordo com BR Distribuidora. As companhias combinam a integração das lojas de conveniência BR Mania no marketplace da B2W. Esse acordo também permite com que ocorra a retirada e o envio de produtos comprados no marketplace da B2W para 1300 lojas de conveniência da BR Distribuidora.

Impacto: Positivo. O novo acordo permite com que a BR Distribuidora consiga realizar a venda de seus produtos pelo meio digital, e também facilita o processo de logística, através das lojas de conveniência, integrando o meio digital e físico.

Embraer:

A operação da Embraer com o BNDESPar deverá aportar US$1 bilhão na fabricante aeronáutica, envolvendo bancos privados em um mix de empréstimo de longo prazo, debêntures conversíveis e emissão de derivativos com bônus de subscrição. A operação deverá ser formatada até junho de 2020. Os bancos privados que deverão fazer parte da operação são Itaú, Bradesco e Santander. Atualmente, espera-se que atuem apenas como credores, pois não possuem interesse em participaçãoacionária. O BNDESPar não possui o interesse em se tornar majoritário.

Impacto: Marginalmente positiva. Apesar da preocupação com a diluição acionária decorrente da entrada do BNDESPar, a operação é necessária para auxiliar a companhia a ultrapassar o cenário atual totalmente adverso para o setor de operação da Embraer.

GOL

Diante de condições desfavoráveis, cia ainda possui grande dívida com vencimento próximo Ainda em 2020, a Gol terá de arcar com uma dívida de R$1,5 bilhão, de acordo com seu presidente financeiro.

Impacto: Negativo. As condições estão bastante desafiadoras para as companhias aéreas. Elas estão passando por inúmeras dificuldades, como forte diminuição da demanda, câmbio desvalorizado, o que aumenta o leasing referenciado em dólar, e ainda grandes dívidas a serem pagas ainda em 2020. Esta tendência negativa foi intensionada após a conferência da Berkshire Hathaway no final de semana, após o Warren Buffett afirmar que o fundo vendeu todas as suas posições em companhias aéreas, por acreditaremque o setor como um todo deve ainda demorara voltar ao normal.

Itaú Unibanco:

O Lucro Líquido do banco ficou em R$3,9 bilhões, 46,4% abaixo do valor registrado no 4T19 e 43,1% abaixo do valor no 1T19.O custo de crédito no primeiro trimestre de 2020 atingiu R$ 10,1 bilhões, um aumento de 73,6% quando comparado ao último semestre de 2019, devido às mudanças macroeconômicas que ocorreram por conta do coronavírus. O produto bancário reduziu 8,3% no trimestre,ficando em R$29 bilhões.

Impacto: Negativo. O banco foi extremamente afetado pela pandemia de coronavírus e acabou reportando um resultado com números bastante inferiores aos dos últimostrimestres.

Petrobras:

Mesmo em meio à crise atual do coronavírus, ao menos três empresas pretendem avançar nas negociações com a Petrobras para sacramentar a compra de ativos da estatal. A australiana Karoon e a PetroRio já manifestaram interesse em concluir a aquisição do campos de Baúna e Frade, respectivamente. A Petrobras tem, ao todo, nove transações já assinadas, mas ainda pendentes de conclusão. Esses negócios somam US$2,75 bilhões, dos quais já recebeu US$159,5 milhões em adiantamento.

Impacto: Positivo. Mesmo em meio à crise do coronavírus e os desafios no mercado de petróleo, a Petrobras poderá assegurar três vendas precificadas antes dessas crises e ingressar com US$850 milhões em seu caixa.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?