Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Resumo de Empresas da Terra Investimentos para esta quarta-feira

Data de criação:

access_time 06/05/2020 - 16:25

Data de atualização:

access_time 06/05/2020 - 16:25
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A Terra Investimentos destaca os principais movimentos corporativos para desta quarta-feira (06). O destaque fica para TIM, Telefônica e EDP.

TIM (TIMP3), com bom resultado, dada sua melhor gestão. A companhia conseguiu obter crescimento em seu lucro líquido, neste 1T20, por conta de sua melhor gestão nas despesas operacionais, compensando, em parte, a perda nas vendas, por conta da pandemia.

Telefônica (VIVT4) registra números piores. A companhia reportou números piores neste 1T20, em comparação com o 1T19, apresentando queda no faturamento, EBITDA e em seu resultado final. Essa piora reflete as maiores despesas no trimestre com impostos e depreciação dos ativos.

EDP (ENBR3) tem resultado pressionado. A receita líquida apresentou crescimento de 9,5% se comparado ao 1T19, mesmo que o volume de energia distribuída tenha apresentado redução de 5,1% por conta das temperaturas mais amenas. No período, os níveis de perdas acabaram recuando, indicando uma melhora do indicador e dos investimentos em suas redes. Já o EBITDA e o lucro líquido vieram menores se comparado com o mesmo período do ano anterior, refletindo os problemas com a Covid-19.

Alpargatas (ALPA4) sofre com a paralisação da economia. A receita liquida apresentou queda de 8,8%, afetada pela redução das vendas em todos os negócios no Brasil (Havaianas Brasil, Mizuno e Osklen) e nas Havaianas Internacional. A empresa acabou acelerando as vendas globais on-line, que teve crescimento de 29% em volume e 47% em receita líquida, mesmo assim, não foi o bastante para segurar a queda. O EBITDA e a margem EBITDA tiveram fortes reduções. Por fim, seu resultado final caiu 27,6% nos três primeiros meses de 2020, se comparado ao mesmo período do ano anterior.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?