Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Resumo de Empresas da Terra Investimentos para esta segunda-feira

Data de criação:

access_time 27/04/2020 - 12:53

Data de atualização:

access_time 27/04/2020 - 13:58
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A Terra Investimentos destaca os principais movimentos corporativos para esta segunda-feira (27).

A Hypera (HYPE3) retoma desempenho do 1T20. A companhia informou seu desempenho nesse 1T20, com queda em seu lucro líquido e EBITDA, já refletindo os efeitos da menor demanda dado o Covid-19. Vale ressaltar, que os resultados não incluem os ativos da farmacêutica japonesa Takeda, adquirida no final do ano passado. A receita líquida da Hypera cresceu 112,5%, esse forte crescimento se deve pelo forte aumento do sell-out (medicamento isentos de prescrição) no início do mês de março, após o início das regras de restrição para circulação da população por conta da pandemia da covid-19, aliado aos fracos números do 1T19, onde a empresa se desfez de seu estoque.

A Embraer (EMBR3) comunica a rescisão do acordo com a Boeing. A companhia comunicou que recebeu da Boeing a decisão de rescindir o acordo de fusão, sob a alegação de que a Embraer supostamente não teria atendido determinadas condições. Entretanto, a Embraer esclarece em fato relevante que acredita firmemente que a Boeing rescindiu indevidamente o acordo, tendo criado falsas alegações como pretexto para se furtar a sua obrigação de concluir a operação e pagar o preço de compra de US$ 4,2 bilhões à Embraer. Por sua vez, a Embraeranuncia que buscará todas as medidas cabíveis contra a Boeing como reparação dos danos sofridos em razão da rescisão indevida e das violações do MTA pela Boeing. A companhia ainda iniciou um processo de reestruturação de sua operação com ajustes no estoque, extensão dos ciclos de pagamento, redução de despesas e busca de financiamento.

A JBS (JBSS3) vem alternando fechamento de suas plantas de abate. A companhia anunciou que fechou sua planta de bovinos em Wisconsin (EUA), mas acabou reabrindo unidade de processamento de carne bovina em Greeley, Colorado, que passou por limpeza, instalação de novo sistema de ventilação, entre outras medidas. Já no Brasil, a companhia refutou dados do auto de interdição do Ministério Público do Trabalho no RS, que fechou a unidade de abate de aves em Passo Fundo, após casos de contaminação de funcionários pelo Covid-19.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?