Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street decepciona no último pregão de 2019

Data de criação:

access_time 30/12/2019 - 20:01

Data de atualização:

access_time 30/12/2019 - 21:01
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A bolsa de Nova York fechou em queda nesta segunda-feira. Os investidores recuaram ainda nas incertezas sobre o acordo comercial entre a China e os Estados Unidos.

Ao final, o Dow Jones caiu 0,64% aos 28.462 pontos. O S&P ficou em queda de 0,58% aos 3.221 pontos. O Nasdaq caiu 0,67% aos 8.945 pontos.

Segundo agências internacionais, o pregão desta segunda-feira foi o pior em quatro semanas para todos os três índices. Ainda assim, com apenas um dia útil de negociação em 2019, a Dow ficou com ganho anual de 22%; o S&P 500 subiu 28,5%; o  Nasdaq saltou quase 36%.

Sobre o acordo comercial, o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, está se preparando para viajar para Washington no próximo sábado (03) onde deverá assinar o acordo comercial fechado no início deste mês com o governo Trump, informou o South China Morning Post. O acordo supostamente reverterá algumas tarifas sobre as importações chinesas e envolverá compromissos de compra de mais produtos agrícolas dos Estados Unidos, enquanto aumentará o acesso de empresas ao mercado norte-americano.

Entre as ações com ganhos no Dow Jones ficaram as da Apple Inc, alta de 0,59%. Na contramão ficaram as da Coca-Cola, queda de 0,14%, as do Walmart Inc também recuaram 0,16%.

No S&P, as ações da Helmerich & Payne Inc subiram 2,50%, as da Newmont Goldcorp Corp subiram 2,44% e as da Technip FMC, alta de 1,81%. Na contramão ficaram as ações da Apache Corp, queda de 2,37% e as da DuPont de Nemours Inc, queda de 2,26%.

As ações da Nio Inc subiram quase 54%, depois que a fabricante chinesa de veículos elétricos reportou uma perda menor do que o esperado.

As ações do Facebook Inc caíram 1,8%, depois que o fundador e co-presidente da Salesforce.com, Marc Benioff, criticou fortemente a empresa durante uma entrevista de domingo à CNN. Ele disse que o Facebook é o culpado da “crise de confiança” da sociedade como resultado de sua resistência à verdade em propagandas políticas e que “o Facebook é o novo cigarro para a nossa sociedade. É algo que precisa muito ser regulamentado.” As ações do Salesforce caíram 1,5%.

Nos Estados Unidos, o Census Bureau informou que o déficit comercial internacional foi de US $ 63,2 bilhões em novembro, uma queda de US $ 3,6 bilhões em comparação a US $ 66,8 bilhões em outubro. As exportações de mercadorias foram de US $ 136,4 bilhões, US $ 0,9 bilhão a mais que as exportações de outubro. As importações de bens foram de US $ 199,6 bilhões, US $ 2,7 bilhões a menos do que as importações de outubro.

Nos Estados Unidos, as vendas pendentes de imóveis subiram em novembro, recuperando-se do declínio do mês anterior. Os dados são da Associação Nacional de Corretores de Imóveis e foram apresentados nesta segunda-feira.

A região Oeste registrou o maior crescimento no mês passado, enquanto as outras três principais regiões dos Estados Unidos observaram apenas variações marginais na atividade contratual mês a mês. As vendas pendentes de casas subiram nacionalmente e em todas as regiões em comparação com um ano atrás.

Nos Estados Unidos, o relatório do nível de negócios, Chicago Business Barometer, subiu 2,6 pontos em dezembro, atingindo a melhor alta em quatro meses aos 48,9. O relatório foi divulgado nesta segunda-feira pelo ISM.

O sentimento do nível para negócios caiu 1,2 ponto para 46,2 no quarto trimestre, marcando a menor leitura trimestral desde o segundo trimestre de 2009. O índice ficou abaixo da marca de 50 pelo segundo trimestre consecutivo.

Tradução ID de agências internacionais e relatórios oficiais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?