Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street dispara e o S&P sustenta alta de 1,6% na semana

Data de criação:

access_time 26/03/2021 - 19:53

Data de atualização:

access_time 26/03/2021 - 19:53
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices de Wall Street subiram nesta sexta-feira (26/03). Os ganhos desta sessão ajudaram o Dow Jones e o S&P, que seguiam com perdas na semana. O bom humor no mercado de ações se deu com o processo de vacinação em ritmo acelerado nos Estados Unidos.

Ao final, o Dow Jones ficou em alta de 1,39% aos 33.072 pontos. O S&P ficou em alta de 1,66% aos 3.974 pontos. O Nasdaq subiu 1,24% aos 13.138 pontos. Na semana, o Dow Jones ficou em alta de 1,4%; o S&P 500 somou 1,6%; e o Nasdaq caiu 0,6%.

Entre os índices em alta no S&P ficaram o de energia XLE, ganho de 2,48%, o de materiais XLB, alta 2,48%, e o de metais XME, alta de 2,38%. Na contramão ficaram os de serviços de comunicação XLC, queda de 1,09%, e o de utilitários XLU, ligeira alta de 0,33%.

Nesta sexta-feira, o rendimento da nota do Tesouro de 10 anos terminou ligeiramente em alta de 1,684%, depois de atingir 1,59% na semana, mas ainda abaixo de seu nível da sexta-feira passada em 1,729%.

Entre as ações com ganhos ficaram as do JPMorgan, alta de 1,7%, as ações do Bank of America, alta de 2,71%, e as do Citigroup, alta de 1,8%, conforme os rendimentos aumentaram e os investidores olharam para a perspectiva de dividendos e recompras de grandes bancos.

Por fim, o mercado ainda comemorou a fala do presidente Joe Biden, que anunciou na noite de ontem uma nova meta para vacinação contra o coronavírus. Biden disse que serão 200 milhões de pessoas nos 100 dias de seu governo. A meta é a de vacinar todos os americanos na faixa de risco, ou seja, com mais de 16 anos até a metade de abril. Entre os 50 estados, 34 já vão liberar vacinas para todos os adultos.

Nos Estados Unidos, a balança comercial internacional foi de US $ 86,7 bilhões em fevereiro, alta de US$ 2,1 bilhões ante US $ 84,6 bilhões em janeiro. Os dados são do Census e foram apresentados hoje.

As exportações de mercadorias ficaram em US$ 130,1 bilhões, US $ 5,1 bilhões a menos que as exportações de janeiro. As importações de bens ficaram em US $ 216,9 bilhões, US $ 3,0 bilhões a menos que as importações de janeiro.

*Por Ivonéte Dainese com agências

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?