Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Wall Street fecha em alta com expectativa para o pacote

Data de criação:

access_time 22/10/2020 - 18:54

Data de atualização:

access_time 22/10/2020 - 18:56
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices de peso de Wall Street fecharam no azul nesta quinta-feira. Os sinais de que os democratas e a Casa Branca poderão chegar a um acordo sobre o pacote fiscal permaneceu, os balanços financeiros e a eleição presidencial também ficaram no radar.

Ao final, o Dow Jones ficou em alta de 0,54% aos 28.363 pontos. O S&P ficou em alta de 0,52% aos 3.453 pontos. O Nasdaq subiu 0,19% aos 11.506 pontos.

O Federal Reserve apresentou o balanço patrimonial, que avançou para um recorde de $ 7,18 trilhões, com todos os sinais apontando para um maior crescimento na carteira do banco central.

As participações diretas do Fed em títulos do Tesouro dos Estados Unidos e títulos lastreados em hipotecas adicionaram cerca de US $ 25 bilhões a US $ 6,56 trilhões na última semana, conforme msotrou a Reuters.

Hoje, o Departamento do Trabalhos dos Estados Unidos mostrou que os pedidos iniciais de auxílio-desemprego recuaram na semana passada. Já o setor imobiliário permaneceu aquecido.

Nesta sessão, entre as ações com ganhos ficaram as da GE, alta de 5,46%, com a companhia apresentando as projeções para  quarto terceiro trimestre.

As ações da Gilead subiram 0,76%, enquanto a farmacêutica espera  formalmente a aprovação do remdesivir.

As ações de tecnologia recuaram, com o Facebook caindo 0,22%, as da Amazon recuando 0,27% e as da Apple caindo 0,96%. Na contramão ficaram as ações da Zoom, ganho de 1,43%.

Nos Estados Unidos, os pedidos iniciais de auxílio-desemprego para a semana fechada em 17 de outubro, ajustados sazonalmente, ficaram em 787 mil, queda em 55 mil em relação ao nível revisado da semana anterior. Os dados são do Departamento do Trabalho dos Estados Unidos.

O nível da semana anterior foi revisado para baixo em 56 mil de 898 mil para 842mil. Já a média móvel de quatro semanas foi 811.250, uma queda de 21.500 em relação à média revisada da semana anterior.

Nos Estados Unidos, o índice do Conference Board Leading Economic Index – LEI subiu 0,7% em setembro para 107,2, depois da alta em 1,4% em agosto e um aumento de 2,0% em julho. O LEI foi impulsionado, principalmente, pelo declínio dos pedidos de desemprego e do aumento dos alvarás de habitação. No entanto, a desaceleração do ritmo de melhoria sugere que a economia dos Estados Unidos pode estar ritmo nesta reta final de 2020.

Nos Estados Unidos, as vendas de casas existentes subiram pelo 4º mês consecutivo em setembro. A taxa anual, ajustada sazonalmente, está em 6,54 milhões, ou seja, avanço de 9,4% em relação ao mês anterior e quase 21% em relação ao ano anterior.

*Tradução ID de relatórios oficiais e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?